Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
18/06/2012 06h56 - Atualizado em 18/06/2012 06h56

Investir nos jovens ou perder uma geração

 

O mundo corre o risco de perder uma geração se não enfrentar com urgência a crise de emprego juvenil, assinalou a OIT em um documento adotado em sua Conferência Internacional do Trabalho (CIT) que foi realizada de 30 de maio a 14 de junho em Genebra.

“A menos que se empreendam medidas imediatas e enérgicas, a comunidade mundial terá que enfrentar o sombrio legado de uma geração perdida”, declararam os delegados no relatório.

O documento enumera as medidas que os governos podem adotar, com o apoio de empregadores e trabalhadores, como: enfrentar o desajuste entre a oferta e a demanda de qualificação, melhorar os sistemas de emprego-formação e promover a capacidade empresarial dos jovens.

Os delegados exortaram “os governos, o sistema multilateral, o G20 e todas as organizações pertinentes em nível nacional, regional e internacional” a enfrentar o problema, com a OIT em uma posição de liderança.

“Muito se aprendeu sobre como superar os obstáculos que os jovens encontram em sua transição em direção ao mercado laboral, mas em muitos países as políticas macroeconômicas ineficazes e outras políticas não têm gerado suficientes empregos em geral e, particularmente, para os jovens”.

O documento destaca as cifras alarmantes da crise: 75 milhões de jovens estão desempregados, quatro milhões mais do que em 2007.

Seis milhões deles abandonaram por completo a busca de emprego. Dos que trabalham, mais de 200 milhões ganham menos de 2 dólares por dia.

A OIT tem um papel importante a desempenhar neste processo. “Deve apoiar as ações dos governos, dos interlocutores sociais e do sistema multilateral destinadas a enfrentar a crise do emprego juvenil e promover trabalho decente para os jovens”, indica o relatório, e acrescenta que “o compromisso político e os enfoques inovadores são fundamentais para melhorar a situação”.(brasilia@oitbrasil.org.br)


Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Dourados Agora não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restamcaracteres. * Obrigatório
 

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo