Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
11/05/2012 13h26 - Atualizado em 11/05/2012 13h26

MMA discute Bolsa Verde com povos e comunidades tradicionais

 

Extrativistas, ribeirinhos e assentados da Reforma Agrária receberão ajuda do governo federal para continuar conservando o ambiente que habitam. Demandas apresentadas por representantes de famílias em situação de extrema pobreza serão consideradas.

Representantes dos ministérios do Meio Ambiente e Desenvolvimento Social e Combate à Fome discutiram, na sexta-feira (04/05), o Programa Bolsa Verde com povos e comunidades tradicionais - quilombolas, índios, ribeirinhos, povos de terreiro, entre outros.

O encontro faz parte das atividades da Reunião Extraordinária da Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais.

"Discutimos o cenário do Programa Bolsa Verde e ouvimos as opiniões, necessidades e sugestões das comunidades tradicionais", explica a gerente de Projeto do Departamento de Extrativismo da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Andrea Oncala.

Segundo ela, é essencial para o bom funcionamento do programa ouvir as demandas das famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas de preservação.

Para a representante de povos de terreiro do Maranhão, Venina Carneiro, ações de preservação ambiental já estão previstas nas atividades desenvolvidas por comunidades proprietárias e frequentadoras desses espaços.

"Alguns dos grandes problemas que enfrentamos está relacionado à regularização ambiental dos terreiros e ocupação das áreas destinadas aos rituais", detalha.

E, muitas vezes, acrescenta, as pessoas esquecem que os povos de terreiros são grandes agentes protetores do meio ambiente onde vivem, preservando tanto a terra quanto os rios e nascentes próximos à essas comunidades.

O QUE É

O Programa de Apoio à Conservação Ambiental Bolsa Verde, lançado em setembro de 2011, concede, a cada trimestre, um benefício de R$ 300 às famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas socioambientais prioritárias.

O Ministério do Meio Ambiente é responsável pela coordenação do Programa Bolsa Verde, com a participação dos ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA), Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Planejamento.

Orçamento e Gestão (MPOG), que fazem uma gestão compartilhada abrangendo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Secretaria de Patrimônio da União (SPU/MP) como os gestores das áreas selecionadas.

Os objetivos são incentivar a conservação dos ecossistemas, a promoção da cidadania e melhoria das condições de vida e elevação da renda da população em situação de extrema pobreza que exerça atividades de conservação dos recursos naturais no meio rural.(Ministério do Meio Ambiente)


Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Dourados Agora não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restamcaracteres. * Obrigatório
 

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo