29/04/2012 08h29 - Atualizado em 29/04/2012 08h29

Família mora há 15 anos com uma bomba a poucos metros de casa

 
Dentro de casa, artefato servia para escorar porta. (Foto: Pedro Peralta) Dentro de casa, artefato servia para escorar porta. (Foto: Pedro Peralta)

Sem saber, uma família mora há 15 anos com uma bomba há poucos metros de casa no bairro Nova Campo Grande, na Capital. Neste sábado pela manhã, a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) detonou um artefato militar encontrado por um operário num canteiro de obras. A casa de Jerusa Pereira dos Santos, de 40 anos,e a construção ficam na avenida 5.

A repórter Aline dos Santos do site Campo Grande News, a moradora conta que encontrou o explosivo quando fazia uma fossa. “Moro aqui há 17 anos e ajudava o meu marido nas obras da casa. De repente, bati em algo de metal e fiquei pensando o que será que era isso?”, diz. O artefato é do tamanho de uma garrafa pet de dois litros.

Após ver a foto do artefato, um capitão da reserva do Exército disse que se trata mesmo de uma cápsula de canhão ainda não deflagrada. “Foi uma grande sorte da família, que só usou a base do artefato. Mesmo assim era um risco”, salienta.

Pelo bairro, os moradores afirmam que ali já foi área de treinamento do Exército. Outra versão popular é de que os artefatos são ainda remanescentes da Guerra do Paraguai. Para detonar o artefato, o Cigcoe isolou a área o que chamou atenção dos moradores.

Envie seu Comentário