Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
13/05/2012 14h23 - Atualizado em 13/05/2012 14h23

Da União

 
Atenta - César Cordeiro

Da União

Pessoa atenta e indignada com o bloqueio da rodovia MS-156 participa da coluna com o seguinte comentário. “Os indígenas de Dourados imploram por melhorias nas estradas das aldeias e com razão, porque estas estão em péssimas condições, como estas estradas ficam em uma área pertencente a União, indiscutivelmente essa providência deve partir da esfera federal”

Enquanto isso...

Segue a pessoa atenta com o comentário. “Enquanto isso, nossa bancada federal, não faz absolutamente nada para resolver a situação, dois dos nossos representantes de Dourados, na Câmara Federal estão preocupados com a candidatura deles a prefeito certo? e enquanto os dois brigam por posição privilegiada no Ibope, a população de Dourados e da região é prejudicada, tendo que passar por vários transtornos, andar quilômetros a mais para não ficar isolada, dada a inércia da Câmara Federal e do governo federal que não é fiscalizado pelos deputados federais, como deveria”.

Quem pode?

Prossegue a opinião atenta. “Os vereadores estiveram esta semana na aldeia, porém, eles sabem que não podem solucionar o problema, isso é assunto da esfera federal e da estadual a partir de um compromisso que o governo de MS fez com o MPF. Acho que o movimento é legitimo, mas os índios poderiam aproveitar que os nobres deputados estarão participando da Expoagro para cobrar deles alguma atitude. O senador Waldemir Moka também não moveu nenhuma palha até agora para solucionar o problema. Câmara Federal, senado, todos eles com representantes na Expoagro. Se eles não podem intervir em uma questão que envolve terras da União, quem pode?

Já previa

O presidente da Câmara de Itaporã, Roberto Marsura Marsura (PMDB), pré-candidato do partido as eleições para prefeito, acredita que pouca coisa ou nada muda com relação a fusão PDT/PR – leia-se Wallas Minflont e Antônio Cordeiro, tendo este ultimo desistido da candidatura para apoiar Wallas. “Claro que por se tratar de um ex-prefeito a gente tem sempre que respeitar, mas não muda nada, mesmo porque não existe nenhuma surpresa nisso, a gente já previa que esta aproximação iria acontecer e estávamos preparados”, disse Roberto.

Tantas emoções

Marsura conta com o –apoio do prefeito Marcos Pacco (PMDB) que recentemente esteve em Campo Grande e foi recebido pelo governador André Puccinnelli que teria dado carta branca sobre a candidatura de Roberto. Na audiência, Pacco estava acompanhado do também peemedebista, o empresário, Valdir Faleiros. “Eu não pude ir estar presente porque tinha compromisso na Câmara, mas o Pacco e o Valdir retornaram emocionados com o apoio que nossa candidatura recebeu por parte do governador”, disse Roberto Carlos.

Extremamente fácil

Enquanto os representantes do PMDB de Itaporã são recebidos de forma extremamente fácil pelo governador, o diretório de Dourados bate as portas da governadoria, mas Puccinnelli nunca tem tempo quando o assunto é discutir candidatura. Com mais um empurrão com a barriga ele adiou a ultima reunião prevista para quinta, para a próxima segunda-feira.

Na frente

Porém, a julgar por uma entrevista do governador publicada quinta-feira ultima no Midiamax, o PMDB pode até ter candidato, mas pelos próprios critérios estabelecidos não seria o deputado federal Geraldo Resende. De acordo com o próprio André Puccinelli (PMDB), a pesquisa aponta vitória do deputado federal Marçal Filho em um dos quesitos. “Tive acesso à pesquisa quantitativa e o Marçal está à frente do Geraldo, declarou André.

Sem rumo

A Novela candidadura do PMDB pode ter seu capitulo encerrado na próxima segunda-feira, porém muitas cenas ainda serão exibidas até a convenção do partido que está sem rumo, segundo admite o próprio vice-presidente da agremiação em Dourados, Antônio Nogueira. A expectativa quanto esta possível reunião de segunda-feira é tão grande que se ela fosse transmitida ao vivo pela TV, iria bater Record de Audiência.

Nem apelando

A grande audiência seria pelo clima de discórdia disfarçado de união que impera no partido simplesmente porque cada um puxa a brasa para sua sardinha, como definiu Antônio Nogueira em sua entrevista bombástica publicada por O Progresso na edição de terça-feira. Pelo visto, nem invocando “São Esacheu” o Geraldo Resende conseguirá reverter o resultado de uma pesquisa interna que ele próprio escolheu o instituto.

Que frase!

“Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.” (Carlos Drummond de Andrade)

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo