Parceria promove o ensino de técnicas de defesa pessoal para mulheres

Portal Brasil 23/09/2017 08h11

 
Atlas da Violência 2017 revela que, em 2015, foram 4.621 mulheres assassinadas
Arquivo/ Agência Brasil Atlas da Violência 2017 revela que, em 2015, foram 4.621 mulheres assassinadas
Arquivo/ Agência Brasil

O Ministério do Esporte e a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) firmaram parceria para promover o ensino de técnicas de defesa pessoal para mulheres. A ação ocorre como reação aos números de violência contra a mulher no Brasil.

Segundo o Atlas da Violência 2017, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2015 foram assassinadas 4.621 mulheres. Entre as negras, o crescimento da mortalidade foi de 22% entre 2005 e 2015.

"Pesquisas recentes mostram que 83% das mulheres se sentem inseguras na rua. Serão técnicas de defesa pessoal para que essas mulheres possam caminhar com mais segurança, dentro de uma metodologia que trabalha a autoestima e o empoderamento", explicou a secretária da SPM, Fátima Pelaes.

A iniciativa tem o comando da atleta Erica Paes, campeã mundial de jiu-jitsu e que já desenvolve um projeto de defesa pessoal para mulheres, o Eu Sei me Defender. "A SPM e a ONU Mulheres me passam dados atualizados de violência.

Eu levo essas situações reais de agressões para a nossa equipe técnica de lutadores e nós desenvolvemos técnicas para aquele tipo de situação, abordando qual atitude tomar e como agir. É um trabalho de percepção, de se antecipar à ação dos criminosos", descreveu a lutadora.

Ligue 180

Por meio do Ligue 180, a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência recebe denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e orienta mulheres sobre direitos e legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário.

A Central funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionada de qualquer lugar do Brasil e de mais 16 países (Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela).

O Ligue 180 é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato), oferecido pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres desde 2005.


 
SPM SPM

Envie seu Comentário