Governo pede transferência de 22 líderes de facções em MS

Por: Da redação - 10/01/2017 15h05

 
Dourados concentro detentos de facções rivais Dourados concentro detentos de facções rivais

O governo de Mato Grosso do Sul pediu ao Ministério da Justiça a transferência de 22 líderes de facções que ocupam celas em presídios de segurança máxima no estado.

Até agora o Poder Judiciário aceitou sete dos pedidos, barrou quatro e ainda há 11 aguardam análise. No caso dos pedidos indeferidos, o estado informou que fará nova solicitação. As transferências serão feitas conforme a autorização da Justiça.

Os presídios de Dourados e de Campo Grande são os que mais apresentam problemas com facções. Em Dourados chegou a haver princípio de motim entre detentos rivais, na semana passada.

Sábado foi descoberto plano de ataque em Campo Grande, como vingança às mortes ocorridas em Manaus e Boa Vista.

Outros seis estados pediram ajuda ao governo federal, entre eles Amazonas e Roraima, estados onde ocorreram rebeliões e mortes recentemente por causa da guerra entre facções criminosas, por isso a preocupação em desmantelar essas organizações que atuam nos presídios do país.

Envie seu Comentário