Publicado 03/08/2010 18h54
 
foto: Div foto: Div

O Tribunal de Justiça condenou por crime de fraude a licitação, o ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Dourados, Joaquim Soares. O pedido de condenação foi feito pelo Ministério Público Estadual, por intermédio do Promotor de Justiça Paulo Zeni, na época, titular da 4ª Promotoria de Justiça da Comarca.

De acordo com os autos, o ex-vereador realizou despesas ilícitas, no total de R$605.529,51 entre os anos de 1999 e 2000 para o pagamento de serviços de sonorização da Câmara, publicação de matérias jornalísticas e de serviços fotográficos, o que deveria ser contratado por meio de processo licitatório.

O réu foi condenado a três anos e seis meses de detenção, além do pagamento de 233 dias de multa e da suspensão dos seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos da sentença. (MPMS)