Presidente da Ebserh lança obra da Casa da Gestante em visita ao HU-UFGD

20/04/2017 20h41 - Por: Da redação

O presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, esteve nesta quinta-feira (20) em visita ao Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD). Em continuidade à proposta de integração entre as filiais da Rede Ebserh, a superintendente do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (HUMAP-UFMS), Andréia Conceição Milan Brochado Antoniolli Silva, também participou da programação.

Entre as obras de infraestrutura inauguradas e visitadas por Kleber Morais, estão o Abrigo de Resíduos, o estacionamento adaptado para Portadores de Necessidades Especiais, o Almoxarifado e a Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF). Todos esses espaços passaram por reformas e adequações para melhor contemplar as necessidades e demandas do hospital.

Outro ponto relevante da visita do presidente da Ebserh foi o lançamento oficial das obras de construção da Casa da Gestante, do Bebê e da Puérpera (CGBP), que será uma unidade complementar ao hospital, destinada ao acolhimento e ao acompanhamento de gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de ter seus bebês) que necessitam de atenção em serviços de saúde, mas que não necessariamente demandam a vigilância constante da equipe hospitalar. Também funcionará como alojamento para mulheres de outros municípios que permanecem longos períodos no HU-UFGD por conta da internação de seus filhos, e não têm condições socioeconômicas de arcar com hospedagem. A previsão é que a obra esteja concluída em outubro deste ano.

Ainda durante a visita às instalações do HU-UFGD, Kleber Morais anunciou a liberação de recursos na ordem de R$ 250 mil para a reforma do Pronto Atendimento de Ginecologia e Obstetrícia (PAGO), para a adaptação do serviço de hemodinâmica, e melhorias na Central de Esterilização de Materiais.

Recepção

Na solenidade de recepção aos visitantes, a superintendente do HU-UFGD, Mariana Croda, falou da satisfação em dar as boas-vindas a visitantes que são também "colaboradores" do hospital. "Sabemos da dedicação de cada um e agradecemos o empenho com que trabalham também em prol do nosso hospital", disse.

Kleber Morais fez um resumo dos avanços e conquistas nos dez meses em que está à frente da Ebserh, e lembrou a importância dos hospitais universitários no contexto da saúde pública: "O Brasil tem problemas seríssimos no serviço público, mas os HUs são a esmeralda da saúde no que se refere ao atendimento à população".

A superintendente Mariana Croda fez, ainda, uma apresentação institucional, com a colaboração dos gerentes de Administração, Paulo César Nunes da Silva, de Atenção à Saúde, José Flávio Sette de Souza, e de Ensino e Pesquisa, Renata Maronna Praça Longhi. Na sequência, a chefe da Unidade de Planejamento do HU-UFGD, Rosalina Dantas, apresentou a proposta de Plano Diretor Estratégico que vai nortear as ações do hospital no biênio 2017-2019.

Participaram também da programação o diretor de Atenção à Saúde da Ebserh, Cláudio Saab, a secretária geral da Ebserh, Karen Ueda, o secretário de regulação e supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Henrique Sartori, e a Reitora da UFGD, Liane Maria Calarge.

Proposta

Ao final da solenidade, quebrando o protocolo, o presidente da Ebserh propôs à reitora Liane Calarge que sejam abertas tratativas para estabelecer um projeto de extensão para a atenção específica à população indígena, aproveitando o convênio de cooperação já firmado com o governo francês para intercâmbios entre os hospitais universitários dos dois países.

Sobre o acordo internacional, o presidente explicou que as conversas iniciaram no segundo semestre de 2016, com os hospitais e o Ministério da Saúde francês, para efetivar a parceria, que proporcionará troca de conhecimento entre os dois países, nas áreas de ensino, pesquisa e assistência à população.

O HU-UFGD

Referência no atendimento à população de uma região composta por 33 municípios, o HU-UFGD está vinculado à Ebserh desde setembro de 2013. Desde então, houve avanços significativos, sobretudo na alocação de recursos humanos qualificados, incluindo a realização de concursos, e otimização nos repasses financeiros. Apenas em 2016, os recursos descentralizados somaram R$ 12.134.457,26 em recursos provenientes do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Ebserh.


Envie seu Comentário