16/05/2012 09h22 - Atualizado em 16/05/2012 09h22

Geraldo Resende diz que apoia pré-candidatura de Marçal à prefeitura

Deputado diaz que com apoio do governador e demais lideranças, candidatura do PMDB é viável

 
 
Geraldo, Marçal e Délia posam para foto após fim  da reunião
Foto de Laudir Munaretto Geraldo, Marçal e Délia posam para foto após fim da reunião
Foto de Laudir Munaretto

O deputado federal Geraldo Resende disse, na manhã de ontem, que apoia incondicionalmente a pré-candidatura de seu colega, deputado federal Marçal Filho à Prefeitura de Dourados. A decisão é resultado de entendimento firmado na noite de segunda-feira (14), após avaliação das pesquisas quantitativa e qualitativa realizadas pelo IBOPE contratadas pelo Diretório Estadual a pedido do PMDB douradense, para definição do nome que vai representar o partido com candidatura própria a prefeito nas eleições deste ano.

Na reunião Geraldo Resende aceitou a argumentação do deputado federal Marçal Filho, que avocou para si a primazia da pré-candidatura, por aparecer, na pesquisa quantitativa, em ligeira vantagem sobre Geraldo Resende. Embora tenha aparecido melhor colocado na pesquisa qualitativa, Geraldo ponderou que o mais importante, no momento, é manter a unidade partidária para garantir a candidatura própria peemedebista.

“Argumentei, até o último momento, sobre a viabilidade do meu nome, mas diante da manifesta vontade do deputado Marçal Filho e da garantia de apoio do governador André, do senador Moka, e dos nossos presidentes Esacheu Nascimento e Laudir Munaretto, percebi que o impasse entre a posição do deputado Marçal e a nossa, poderia colocar em risco um projeto tão arduamente discutido, o que, em última análise, fortaleceria a posição de quem apostou no impasse para frustrar a expectativa, não apenas dos peemedebistas, mas de toda a comunidade douradense, que é a de ter uma alternativa eleitoral em Dourados”, explica o deputado.

De acordo com o parlamentar, a vereadora Délia Razuk, que também colocou seu nome como pré-candidata para ser avaliada nas pesquisas do Ibope, está aliada a este projeto. “A Délia, demonstrou, mais uma vez, ser uma pessoa de um caráter ilibado, comprometida com a ética e de grande responsabilidade partidária”, salienta. “Ela teve papel decisivo nessa decisão, assim como a expectativa dos mais de 30 pré-candidatos a vereadores do PMDB”.

O MAIS IMPORTANTE É MANTER A UNIDADE PARTIDÁRIA, DIZ GERALDO

Decisão local

Geraldo Resende, explica que a reunião que definiu a pré-candidatura foi realizada em Campo Grande tendo em vista a importância de Dourados no papel estratégico do PMDB para 2012 e 2014. “Por isso, as principais lideranças do nosso partido se fizeram presentes para nos auxiliar nessa definição”, diz Geraldo.

“Para mim, somente a certeza de que vamos ter candidatura própria já é o começo da nossa vitória. Enfrentamos o ceticismo de diversos setores, além da atuação de segmentos de fora do nosso partido, que trabalharam para barrar nossa pretensão”, ressalta Geraldo, acrescentando que a decisão do PMDB representa o respeito ao clamor da população douradense, que em maioria esmagadora, registrou nas pesquisas que não quer candidatura única à Prefeitura de Dourados.

Geraldo Resende conclui afirmando que além de abraçar a pré-candidatura de Marçal Filho, vai prosseguir o trabalho que vem realizando há mais de um ano, de ajudar no processo de montagem de uma chapa de vereadores competitiva, bem como um arco de alianças que possa dar ao PMDB uma forte expectativa de vitória tanto na chapa majoritária quanto na proporcional. “Nas próximas semanas vamos reunir o Diretório Municipal e trabalhar pelo fortalecimento desse projeto”, conclui o deputado.

Envie seu Comentário