18.9 C
Dourados
sábado, 21 de maio de 2022

Dourados realiza 1º transplante de córnea da região

- Publicidade -

Dourados realiza 1º transplante de córnea da região

O procedimento foi realizado pela equipe do médico oftalmologista douradense, Alexandre Fialho, no centro cirúrgico do Hospital dos Olhos Dourados

18/09/2018 06h33

A primeira cirurgia de transplante de córnea do sul do Estado foi realizada nas últimas semanas, pela equipe do médico douradense Alexandre Fialho, no centro cirúrgico do Hospital dos Olhos Dourados. O procedimento foi considerado um sucesso e passa a ser um marco referencial na área da oftalmologia na cidade e na região.

Este procedimento médico de alta complexidade, antes realizado apenas em grandes capitais, agora é realidade em Dourados. “Esta cirurgia é um grande avanço para o setor de saúde da nossa região e para os pacientes, que a partir de agora não precisam mais se deslocar para realizar esse procedimento e o acompanhamento clínico”, afirma o oftalmologista Alexandre Fialho, especialista em Córnea e Doenças Oculares Externa pelo Hospital Banco de Olhos de Goiás e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Córnea

A córnea é a superfície externa transparente do olho, fundamental para que uma pessoa possa enxergar. Traumas, infecções ou doenças graves, como o ceratocone, tornam a córnea opaca, prejudicando a passagem da luz, levando a perda de visão.

Nesses casos pode haver a indicação de um transplante, em que a córnea doente do receptor é substituída por outra transparente, vinda de um doador.

Cirurgia

“As primeiras cirurgias de transplante de córnea em Dourados foram um sucesso”, comemora o médico que trouxe o procedimento para a região.

Com os avanços na cirurgia e o advento de técnicas lamelares e endoteliais, associada a utilização de laser e de microcerátomos, e o aprimoramento dos métodos de captação e preservação das córneas, a incidência de rejeição após a cirurgia diminuiu sensivelmente.

Atualmente, entre os transplantes de órgãos e tecidos, o de córnea é a mais realizado em todo o mundo.
A doação de órgãos ainda é um tabu para a sociedade. Para elevar o número de pessoas beneficiadas com o transplante de córnea é preciso aumentar o número de doações, através de campanha educativas.

“Precisamos conscientizar a população a doar, como sendo um ato natural de solidariedade e amor ao próximo, mesmo em um momento de perda e dor”, comenta Alexandre. “Em nosso Estado, existem hoje mais de 100 pacientes na fila única de espera, aguardando por um transplante de córnea em Mato Grosso do Sul”, pondera o oftalmologista.

O médico oftalmologista Alexandre Fialho comandou o primeiro procedimento cirúrgico da regiãofoto - divulgação

Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-