31.7 C
Dourados
quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

A chuva e a esperança

- Publicidade -

27/11/2019 15h26 – Por: José Tibiriçá Martins Ferreira*

Nas redes sociais muita gente está tecendo críticas ao governo e no
final sobra para os agropecuaristas, agricultores, hortigranjeiros,
enfim para todos os produtores. Um economista até criticou o aumento
do preço do ovo, um produto muito consumido pela população. É a lei da
procura e da oferta.

O aumento do FUNDERSUL também ajudou a subir os preços da carne, do
milho e outros produtos produzidos no campo.
A população através das entidades representativas deviam se unir e
cobrar do governo estadual alguns subsídios para amenizar a situação
do campo.

Com relação ao OVO é muito simples entender. É um reflexo futuro da
escassez do milho safrinha, pois houve atraso das chuvas para o
plantio do soja. Muita gente vai deixar de plantar milho por causa da
geada. Logo o frango vai subir, porque havendo procura começa a ser
escasso e vai ter reflexo na avicultura.

As pastagens estão ruins, devido à geada, falta de chuva, nossa região
reduziu a agropecuária pela agricultura.O boi vem de longe e o preço
dele fica para o consumo final.

Não tenham surpresa de termos as festas natalinas e festividades do
final de ano muito chururucas.

Graças a Deus a chuva agora está chegando, uma benção para todos nós e
trazendo ânimo para o produtor que é um herói anônimo.
Dourados-MS, 27 de novembro de 2019.

  • José Tibiriçá Martins Ferreira, advogado e produtor rural.

A chuva e a esperança

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-