22.2 C
Dourados
sábado, 22 de janeiro de 2022

Após invasão em Unei, agentes reivindicam reforço na segurança

- Publicidade -

Após invasão de seis homens armados com fuzis e resgate de interno na Unei Mitaí, em Ponta Porã, na madrugada desta terça-feira (30), a Associação dos Agentes de Segurança Socioeducativos de Mato Grosso do Sul expediu carta onde pede uma série de melhorias de segurança ao Governo do Estado, como concurso para novos profissionais, o direito de porte de arma e criação de grupo de escolta, como funciona com os Policiais Penais, que cuidam das penitenciárias.

Conforme noticiado pelo Dourados Agora, um interno da Unei de Ponta Porã foi resgatado e executado com dezenas de tiro na cabeça.

O grupo de seis homens armado invadiu a Unei e resgatou Wesley Agostinho da Silva, de 17 anos.

Em seguida, o jovem foi encontrado morto na rua das Flores, no Jardim Independência, com dezenas de tiros de fuzil que atingiram principalmente a cabeça, que ficou dilacerada.

Wesley estava apreendido desde o dia 19 de dezembro, quando foi flagrado pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) com um fuzil, uma pistola 9 mm, luvas e cinco toucas ninjas.

Carta na integra

Em relação ao incidente ocorrido na Unei Mitaí, a Associação dos Agentes de
Segurança Socioeducativos está em tratativas com o Poder Público para que a
segurança seja reforçada em todas as Unidades.

Com esse intuito, destacamos alguns pontos de melhoria que se fazem
necessários neste momento:


1) Concurso público para contratação de novos agentes de segurança;
2) Concessão de porte armas para a categoria;
3) Criação de Grupo de Agentes Especializados em escolta e segurança
interna e externa da unidade e gerenciamento de crises;
4) Investimentos em armamentos e construção e ativação de guaritas;
5) Retorno do plantão da Polícia Militar na área externa das Unidades.

A Associação requer uma sensibilidade por parte do Estado quanto às
necessidades relatadas, a fim de garantir mais segurança aos agentes, internos
e toda sociedade.


Por fim, ressaltamos que a nossa busca é por melhores condições de
trabalho para a categoria e continuaremos trabalhando com empenho e
dedicação ansiando que todas as medidas sejam implementadas.

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-