32.9 C
Dourados
quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Após recorde de casos de covid desde o início da pandemia, Itaporã proíbe eventos

- Publicidade -

Decreto estará vigente até o dia 31 de janeiro de 2022

A Prefeitura Municipal de Itaporã sancionou o decreto 002/2022, com vigência de 13 a 31 de janeiro, com medidas restritivas para evitar a proliferação e também determinar medidas de enfrentamento ao novo coronavírus.

Com o crescente número de positivos na cidade, fica terminante proibido a realização de todos os tipos de eventos e shows, torneios, campeonatos, reuniões de associações, empresas, além de encontros de som automotivo. 

Festas de aniversário e encontro familiares não podem ser com público superior a 20 pessoas. O novo decreto exige a população em geral, o retorno do uso da máscara de proteção, em locais abertos e vias públicas do município. 

No inciso 1º do artigo 5º, fica suspenso todos os alvarás de localização e funcionamento aos seguintes estabelecimentos;

– Casas de shows de qualquer natureza;

– Espaços de lazer particulares, sítios com piscina e outros locais destinados ao aluguel para prática de lazer e realização de eventos;

– Estabelecimentos/eventos congêneres com potencial de aglomeração.

– Realização de eventos com venda de ingressos e presença de público 

AUMENTO DOS POSITIVOS EM ITAPORÃ

Em 10 dias, Itaporã foi de 01 para mais de 100 casos de COVID-19. O maior número já registrado no município desde o início da pandemia. 

A crescente onda de contagio, não para, chegou até profissionais da saúde e médicos, causando um desfalque enorme na equipe e também no combate a doença.

Diante da atual situação, o prefeito Marcos Pacco sancionou o decreto 002/2022 impedindo aglomerações, festas e eventos de qualquer natureza na cidade. 

O decreto tem vigência a partir do dia 13 até 31 de janeiro, podendo sofrer prorrogações e alterações caso seja necessário. 

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-