25.4 C
Dourados
segunda-feira, 4 de julho de 2022

Primeiro cinema movido a energia solar chega a Dourados neste sábado

- Publicidade -

A magia do cinema movido a energia solar é a proposta do CineSolarzinho, que chega pela primeira vez, na cidade de Dourados, com atividades culturais para a população. Com patrocínio do banco BV e apoio da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), neste sábado (21), na Quadra de Esportes do IFMS, região do bairro Canaã I, a partir das 18 horas, serão exibidos curtas-metragens brasileiros e o filme infantil “Detetives do Prédio Azul 2 – O Mistério Italiano”. Na sessão, que tem entrada gratuita e distribuição de pipoca, o público pode conhecer a estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz, instalada no próprio veículo que carrega todo o cinema e que tem muitas atrações para toda a família.

O CineSolar – que tem a versão CineSolarzinho para o público infantil – é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável: a energia solar. Funciona através de duas vans, batizadas de Tupã e Mahura, que foram grafitadas e adaptadas com as placas fotovoltaicas e o sistema de conversão de energia e armazenamento, com 20 horas de autonomia. Cada sprinter também carrega 110 cadeiras e banquetas para o público e todo o sistema de som e projeção para o cinema.

Além de tudo isso, o espaço se transforma em uma estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz. Uma sala de aula onde o público é convidado a entender, de maneira descontraída e divertida, como a luz do sol se transforma em energia elétrica. Os infográficos, a iluminação e a decoração especial – feita com materiais reciclados e objetos com princípios de magnetismo e eletricidade como laser e bola de plasma – são uma atração à parte, que encanta pessoas de todas as idades.

“O tema da energia solar ainda é novo e gera muita curiosidade. Na visita, todos podem ver o caminho que a luz do sol percorre, desde as placas instaladas no teto da van, os cabos, as baterias, o controlador e o inversor de carga, fica tudo acessível e as crianças adoram”, diz Cynthia Alario, coordenadora e idealizadora do CineSolar.

O projeto viaja por várias regiões do país para realizar sessões gratuitas de cinema, com o objetivo de democratizar o acesso às produções audiovisuais (principalmente nacionais), promover ações e práticas sustentáveis, a inclusão social, difundir a tecnologia da geração de energia fotovoltaica e levar alegria com a temática socioambiental a todas as pessoas.

“Fazer parte desse projeto pioneiro é uma grande honra. Como um dos líderes do mercado de financiamento de energia solar, sabemos da importância de levar pelo país a mensagem de sustentabilidade que esse mercado traz, além de aliar com um tema relevante que é a cultura”, afirma Flávio Suchek, diretor executivo de Varejo do banco BV.

Com ações em conjunto com a Unesco Representação Brasil, o CineSolarzinho também ajuda o planeta cumprindo 10 dos 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) propostos pela ONU (Organização das Nações Unidas). “As sessões de cinema são atividades artísticas com uma linguagem que dialoga de forma lúdica com pessoas de todas as idades, colocando o público em contato com os temas de sustentabilidade e energia renovável, além de arte e cultura”, destaca Cynthia Alário.

A 2ª Edição do CineSolarzinho é viabilizada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio do banco BV e apoio da Coordenadoria de Cultura (COC), Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – campus Dourados, e é realizada pela Brazucah Produções e Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

Serviço: Os filmes serão exibidos na quadra do IFMS, neste sábado (21), a partir das 18h. O endereço é rua Filinto Müller, 1790 – Canaã I, Dourados.

Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-