29.1 C
Dourados
sexta-feira, 1 de julho de 2022

CRA debate expansão da cultura do trigo no Brasil

- Publicidade -

Fonte: Agência Senado

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária promove nesta quinta-feira (2), às 8h, audiência pública para debater as recentes pesquisas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) quanto à tropicalização da cultura do trigo, seus resultados e as perspectivas de expansão da produção para os estados das regiões Norte e Nordeste.

Requerida pelos senadores Chico Rodrigues (União-RR) e Acir Gurgacz (PDT-RO), a audiência aponta para a preocupação com a necessidade de se reduzir a dependência de importação do trigo no país — algo em torno de seis milhões de toneladas —, que gira em torno de 50% do que é consumido.

“O trigo é a mais política de todas as commodities. Um problema na sua oferta pode provocar muitas revoltas na população, uma vez que o trigo é matéria prima para inúmeros derivados, presentes no dia a dia das pessoas, como o pão, por exemplo, item de consumo tão presente na mesa das famílias brasileiras”, justifica Rodrigues.

De acordo com o senador, em dezembro de 2021, a Embrapa Roraima começou os experimentos com cultivares na sua Vitrine Tecnológica, em Boa Vista, para observar, em campo, o comportamento da cultura do trigo nas condições locais.

“As cultivares BRS 264, BRS 394 e BRS 404, previamente desenvolvidas pela Embrapa Cerrados, foram selecionadas para teste em Roraima e estão sendo avaliadas. Os primeiros resultados foram animadores e o plantio em escala com essas cultivares foi iniciado ainda em janeiro de 2022, no Campo Experimental Água Boa (Ceab)”, relata o senador por Roraima.

Foram convidados a participar da audiência pública:

  • Celso Moretti, presidente da Embrapa;
  • Júlio Albrecht, pesquisador em trigo da Embrapa Cerrado;
  • Edvan Alves Chagas, chefe-geral da Embrapa Roraima;
  • João Martins, presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA);
  • Geraldo Falavinha, produtor do estado de Roraima.

A audiência é aberta à participação dos cidadãos por meio do Portal e-Cidadania (https://senado.leg.br/ecidadania) ou pelo telefone 0800 061 22 11.

Como participar O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-