13.4 C
Dourados
terça-feira, 9 de agosto de 2022

MS já tem o dobro de casos de dengue do ano passado e supera mortes registradas em 2021

- Publicidade -

O último boletim epidemiológico da dengue divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, no dia 11 de julho, mostra que em pouco mais de seis meses o número de casos prováveis (20.550) da doença neste ano já é o dobro de todos os casos registrados no ano passado (10.037). As mortes (17) por dengue em 2022 também já ultrapassaram os óbitos (14) registrados em todo o ano de 2021.

De acordo com o Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), depois da baixa incidência da doença em 2021, os casos de dengue dispararam novamente no Estado neste ano. Há muitas semanas os casos de dengue em 2022 vêm superando os dados de 2021, comparando da semana 11 até a semana 26 (11 de julho de 2022). Os maiores patamares epidemiológicos foram no ano de 2019 (65.675) e 2020 (52.280). 

A incidência dos casos prováveis de dengue (relação entre o número populacional e casos notificados) em Mato Grosso do Sul está em 731,5, sendo considerada alta incidência – acima de 300 casos por 100 mil habitantes. O estado ocupa a 7ª posição no ranking nacional de casos de dengue. Em todo o estado são 54 municípios com alta incidência de dengue, 15 com média incidência e 10 cidades com baixa incidência. 

O município de Dourados também apresenta alta incidência de casos de dengue, sendo o 48º município com maior incidência da doença. Já são 962 casos prováveis notificados, uma incidência de 426,6 por 100 mil habitantes. Os casos atingem mais pessoas na faixa etária entre 10 e 49 anos de idade (74,48% do total), e a doença atinge 53% de mulheres do total. 

Os óbitos pela doença em Mato Grosso do Sul já são 17. Uma dessas mortes foi de uma menina de Dourados de apenas 11 anos de idade. O óbito foi confirmado no último dia 6 de junho e a vítima não apresentava nenhuma comorbidade relatada. Foram registradas 6 mortes em decorrência da doença nas cidades de Campo Grande (6), 2 em Chapadão do Sul, 1 em Costa Rica, 1 em Aparecida do Taboado, 1 em São Gabriel do Oeste, 1 em Douradina, 1 em Itaporã, 1 em Ivinhema, 1 em Guia Lopes da Laguna e 1 em Porto Murtinho. 

Alerta em Dourados
No último dia 7 de julho, o Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados fez um novo alerta para a população sobre cuidados na prevenção da dengue, zyka e Chikungunya. “Na última semana foram emitidas 17 notificações, das quais 16 aguardam resultados e uma apresentou resultado positivo para dengue; para zyka aconteceram 11 notificações, três aguardam resultado e 8 apresentaram resultado negativo. Finalmente para chikungunya, das 22 notificações, 10 tiveram resultados positivos, 12 negativos e um aguarda o resultado”, segundo a assessoria da Prefeitura Municipal.

“Nas 26 semanas monitoradas, o resultado final apresentado é de 1.317 notificações; 131 aguardam resultados; 732 casos foram positivos e 449 resultaram negativos”, de acordo com informações do coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Devanildo de Souza Santos.

Fonte: O Progresso/Gracindo Ramos

Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-