40.1 C
Dourados
quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Reclamações recebidas pela Anatel caem 13,9% no 1º semestre de 2023

- Publicidade -

Agência gov

O número de reclamações registradas no primeiro semestre de 2023 na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) caiu 13,9% em relação ao semestre anterior. De janeiro a junho deste ano foram recebidas 673,5 mil reclamações nos canais de atendimento da Agência; de julho a dezembro de 2022 foram 782,6 mil queixas.

A redução ocorreu em todos os serviços, principalmente na telefonia móvel. No celular pós-pago, a Anatel recebeu 18,2% de reclamações a menos e, no celular pré-pago, menos 14,4%. Nos demais serviços, as quedas foram de: 15,3% na TV por assinatura, 13,2% na telefonia fixa e 6,9% na banda larga fixa.

Índice de Reclamações

Além do número de reclamações, a Anatel também avalia quanto o volume de queixas representa sobre a quantidade de contratos das prestadoras com os consumidores por meio do Índice de Reclamações (IR).

O cálculo do IR (quantidade de queixas a cada 1 mil contratos) mostra que as reclamações caíram em relação à base de assinantes das prestadoras. No primeiro semestre deste ano, o IR foi de 0,37, valor que é 11,9% menor que o do segundo semestre do ano passado. O índice de 0,37 é também o menor desde 2015.

Assuntos

‘Cobrança’ continua sendo o assunto mais reclamado. Ao mesmo tempo, apresentou a maior redução de reclamações: 18,11% a menos que no semestre anterior. ‘Qualidade, funcionamento e reparo’ segue como o segundo assunto mais reclamado, com redução de 10,53% no número de registros, seguido do assunto ‘Cancelamento’, com queda de 12,61%.

A Anatel recebe as reclamações pelos seguintes canais de atendimento: pelo app Anatel Consumidor, pelo site https://www.gov.br/anatel/pt-br/consumidor ,  pelo telefone 1331 e presencialmente na Sala do Cidadão.

O relatório completo pode ser acessado aqui .

Por: Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Pixbet ou Betano: Onde Apostar?

- Publicidade-