31.5 C
Dourados
domingo, 3 de março de 2024

MEC abre inscrições para novos avaliadores de livros didáticos

- Publicidade -

Agência gov

A Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação (MEC) abriu as inscrições para professores da rede pública e privada de ensino participarem da avaliação pedagógica do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). O objetivo é manter o banco de avaliadores atualizado e renovado com especialistas em diversas áreas. Os interessados, que devem ter no mínimo mestrado no currículo, podem se inscrever na Plataforma de Avaliação Pedagógica do PNLD, clicando em “Cadastro no Banco de Professores”.  

O PNLD é executado pelo MEC em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para disponibilizar obras didáticas, pedagógicas e literárias — entre outros materiais de apoio à prática educativa — de forma sistemática, regular e gratuita a todas as escolas públicas de educação básica do Brasil.  

Para garantir a qualidade do material que chega até os estudantes, a SEB executa a avaliação pedagógica das obras em questão. O Banco de Avaliadores consiste em um cadastro nacional e único de profissionais habilitados a participar das equipes do PNLD que farão a análise, cujos integrantes são professores inscritos nessa plataforma. 

“A gente precisa enriquecer mais o nosso banco de avaliadores. Nós alteramos o cadastro (com informações importantes que não eram captadas na antiga gestão) para ter uma avaliação pedagógica mais robusta e queremos que novas pessoas façam parte da avaliação do Programa. Quando a gente tiver um objeto para selecionar na educação de jovens e adultos, a gente vai no banco e verifica as pessoas de acordo com as suas experiências, para que façam parte da avaliação pedagógica”, explicou a coordenadora-geral de Material Didático do MEC, Raphaella Cantarino.  

Desafios – O PNLD possui, em seu cotidiano, desafios intrínsecos ao fato de ser a política pública mais longeva do País. Instituído pelo Decreto n. 9.099/2017, o Programa impacta a educação brasileira há várias décadas ao distribuir livros e materiais (didáticos, pedagógicos e literários impressos ou digitais) às escolas públicas das redes de ensino básico do Brasil.  

A dinamicidade da evolução dos editais/objetos, aliada à complexidade de operacionalizar todas as fases que compõem o PNLD, faz com que instituições públicas e privadas e órgãos governamentais se unam em prol da execução de projetos que garantam o propósito da referida política pública.  

Nesse cenário, o MEC vem avançando em ações de pesquisa, desenvolvimento, inovação e transformação digital, que contribuem para a qualidade pedagógica dos livros e materiais entregues à sociedade. Nesse sentido, o livro didático, no âmbito do PNLD, assume um lugar privilegiado como ferramenta de disseminação do conhecimento socialmente produzido e acumulado. Assim, colabora para a transformação e democratização da sociedade.  

Por: Ministério da Educação (MEC) 

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-