38.2 C
Dourados
quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Governo de MS garante fortalecimento de clubes e do Estadual 2024

- Publicidade -

O pequeno, Antony Gabriel Lima Magalhões, de 4 anos, foi atacado e mordido por uma capivara no último domingo (14) na Lagoa Maior, em Três Lagoas. Ele estava caminhando com a tia pela circular do local.

A mãe da criança, Ingrid Lima Silva, relatou ao JPNews, que durante o ataque ele estava brincando com a sobrinha e correndo atrás do pássaro quero-quero. Já as capivaras, estavam deitadas entre a grama e a calçada, quando uma correu atrás dele, o derrubou e começou a mordê-lo. “Meu filho disse que o animal tinha filhote”.

Com o ataque, o pequeno teve ferimentos graves na cabeça. “Meu filho contou que a capivara era grande e tinha dentes grandes. Perguntei se ele tinha tocado na capivara, ele disse que não tocou nela, simplesmente, passou. Meu filho levou 35 pontos na cabeça. Foi Deus que não o deixou morrer”, contou a mãe de Antony.  

Além disso, Ingrid afirmou que o filho sangrava muito após o ataque. A criança foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois recebeu alta. “Quando chegamos em casa ele teve febre e vomito. Fomos para o Hospital Auxiliadora, mas recusaram a atendê-lo, porque estava super lotado. Aconselharam a gente ir para outro hospital”, explicou.

Devido à gravidade, o Antony segue internado para cuidados médicos no Hospital Regional de Três Lagoas. 

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-