26.6 C
Dourados
sexta-feira, 19 de abril de 2024

Mãe e filho são presos em MS suspeitos de mandar matar lojista em shopping de MT

- Publicidade -

A mãe, Jucilene Barreiro e o filho, Vanderlei, foram presos durante o cumprimento dos mandados de prisão pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras) juntamente com a Delegacia de Homicídios e pelo Grupo de Operações Especiais (GOE-MT) realizado nesta terça-feira (2) no bairro Jardim Samambaia, em Campo Grande.

Durante a coletiva de imprensa, o delegado do Garras, Pedro Henrique Cunha, informou que a motivação do crime que ocorreu em Mato Grosso (MT) foi pelo fato de que a mãe e o filho pensaram que o lojista, Gersino Rosa dos Santos, vulgo “Nenê”, de 43 anos, havia mandado matar o filho dela, Girley da Silva, no dia 9 de novembro de 2023.

Diante disso, Jucilene e Vanderlei contrataram o pistoleiro, Silvio Júnior Peixoto, da cidade de Uberlândia (MG) para assassinar o lojista em Mato Grosso – essa conexão de mãe e filho ao estado de MG se dá pelo motivo de ambos terem morado na cidade, pois, são considerados uma família de ciganos. Sendo assim, os mandantes e o atirador se encontraram em Campo Grande e foram para cidade de Cuiabá. No dia 23 de novembro de 2023, Gersino foi executado com um tiro na cabeça dentro do Shopping Popular em Cuiabá (MT). 

Já o delegado da Delegacia de Homicídios de Mato Grosso, Nilson Farias, relatou que o executor disparou na nuca da primeira vítima, mas o projétil de arma de fogo transfixou e acertou uma segunda vítima, Cleyton de Oliveira de Souza Paulino, de 27 anos, que também veio a óbito. Porém, o jovem não tinha nenhuma ligação com o crime.

Após o crime, o Silvio voltou para Minas Gerais e foi identificado pela polícia. Com isso, ele foi localizado e preso no município de Uberlândia. Ele relatou que foi contratado por Vanderlei para matar a primeira vítima, recebendo o valor de R$ 10 mil para praticar o delito. A motivação do crime, segundo apurado, seria para vingar a morte do irmão, o Girley. No entanto, de acordo com a polícia, “Nenê” não possui envolvimento com o crime que matou Girley, até mesmo pela investigação não ter sido concluída. 

Sendo assim, durante as investigações, Jucilene e Vanderlei foram localizados em Campo Grande. Por esse motivo, autoridade policial da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil do Mato Grosso representou pela prisão de ambos. Na residência onde eles estavam, no bairro Jardim Samambaia, foram apreendidas armas de fogo que serão periciadas, inclusive, para confronto balístico – pois, tem possibilidade do revólver utilizado no duplo homicídio estar entre elas e havia também uma caneta arma. Além disso, Vanderlei foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Vale destacar que a mãe e o filho possuem várias passagens pela polícia. E, conforme o delegado, Farias, foi pedido as transferências de ambos para Justiça para os dois cumprirem pena em Mato Grosso. Pois, o caso comoveu a cidade por ser praticado em um ambiente muito conhecido no município de Cuiabá. 

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-
Verified by MonsterInsights