Há 26 anos lombadas eletrônicas salvam vidas no trânsito

17/08/2018 17h13 - Por Assessoria de Imprensa Perkons


 
Foto: Arquivo Perkons / Curitiba foi a primeira cidade a contar com a lombada eletrônica. Em sete anos, a capital paranaense reduziu em 40% o número de acidentes
Sempre de olho no futuro Foto: Arquivo Perkons / Curitiba foi a primeira cidade a contar com a lombada eletrônica. Em sete anos, a capital paranaense reduziu em 40% o número de acidentes
Sempre de olho no futuro

A velocidade é a maior causa de acidentes de trânsito e, portanto, conter os apressadinhos é uma tarefa que precisa ser realizada em conjunto com órgãos de trânsito e campanhas de conscientização.

Somada a isto, a tecnologia reforça aos motoristas a necessidade de manter o ponteiro do velocímetro dentro do permitido nas vias.

No dia 20 de agosto de 1992, a primeira lombada eletrônica do mundo foi instalada na cidade de Curitiba (PR). Inventada pela Perkons, ela trouxe um novo conceito para promover a redução da velocidade de forma menos abrupta do que com uma lombada física.

O primeiro equipamento foi instalado na Rua Francisco Derosso, em frente a uma escola, no bairro Xaxim.

Esta já era uma das vias mais movimentadas do bairro, e a lombada permanece lá, até os dias de hoje, ajudando a salvar vidas.

Ao longo de quase três décadas e atualmente utilizada em larga escala no Brasil e no mundo, a lombada eletrônica colabora para resultados importantes no trânsito.

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec-Rio), cada um desses dispositivos evitam cerca de três mortes e 34 acidentes por ano. "Passam pelos nossos equipamentos mais de 4 bilhões e meio de veículos todos os anos.

O índice de respeito à velocidade nos trechos fiscalizados é de 99,93%. Isso é motivo de muito orgulho para a Perkons, que desde a invenção da lombada eletrônica contribui para a segurança no trânsito e para a redução dos acidentes", relata Luiz Gustavo Campos, diretor da empresa.

Reconhecimento ao vanguardismo

A invenção da lombada eletrônica rendeu premiações à Perkons, como o Prêmio Destaque Indústria, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), em 1994, pela criação e desenvolvimento tecnológico do dispositivo.

No mesmo ano, a criação também foi premiada no VIII Prêmio Volvo de Segurança no Trânsito.

Ela também ganhou destaque no livro 101 Inovações Brasileiras, que tem o objetivo de valorizar a criatividade e o empreendedorismo nacional.

Além dos prêmios, os números também certificam a revolução que a lombada eletrônica causou nas vias e ruas.

De acordo com o Detran-PR, sete anos após o início da utilização do equipamento, Curitiba teve uma redução de 40% no número de acidentes de trânsito.

"Ser reconhecida, desde os primórdios, por promover inovação e segurança no trânsito é uma grande honra.

A cada ano que passa o resultado do nosso trabalho mostra que nos mantemos no caminho certo, e também nos desafiam a aperfeiçoar nossas tecnologias e serviços", afirma Campos.

Os aparelhos de fiscalização eletrônica de trânsito estão cada vez mais modernos e registram muitas situações além do excesso de velocidade, tais como: avanço de sinal vermelho, parada sobre a faixa de pedestres, conversão ou retorno em locais proibidos, transitar no acostamento ou contramão, ultrapassagem em local proibido, e transitar em locais e horários não permitidos ou em pistas de circulação exclusiva.

Também monitoram múltiplas faixas e podem ser instalados em diferentes configurações: com ou sem display, em postes ou outras estruturas pré-existentes.

As câmeras são de altíssima resolução para capturar imagens cada vez mais nítidas, sendo ideais para o monitoramento e registro automático de infrações em rodovias, trechos expressos, vias arteriais, coletoras e locais.


Envie seu Comentário