Audiência vai debater a segurança das barragens de MS

11/03/2019 07h37 - Por: Da redação


Barragem Laís, também da Vetorial já opera no limite em Corumbá. (Foto: Paulo Francis) Barragem Laís, também da Vetorial já opera no limite em Corumbá. (Foto: Paulo Francis)

Deputados estaduais de Mato Grosso do Sul debatem hoje em Campo Grande as condições das barragens de mineração instaladas no Estado. Por proposição do deputado Pedro Kemp (PT), o evento devem contar com participação de Jaime Elias Verruck, secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), e representantes da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

No Estado, a Vale explora minério de ferro e manganês com a barragem Gregório, no morro de Santa Cruz, e a Vetorial trabalha apenas com ferro e concentra o trabalho na barragem Sul da Mina Laís, na morraria de Urucum. As duas estão localizadas em Corumbá.

Essas duas barragens são as maiores e são consideradas de risco médio e baixo, respectivamente. Apenas duas pequenas barragens da região são consideradas de alto risco, mas considerando que a grande maioria das atividades mineradoras está concentrada em Corumbá (MS), o que deve ser levado em conta é o DPA (Dano Potencial Associado).

Ainda na segunda (11), a partir das 14h, acontece a primeira sessão plenária do Projeto Parlamento Jovem Sul-mato-grossense. Em sua 6ª edição, o objetivo do programa realizado pela Escola do Legislativo Senador Ramez Tebet, é a formação e promoção da consciência política e liderança entre estudantes do 8º e 9º ano do ensino fundamental, e 1º e 2º do ensino médio das escolas particulares, estaduais e municipais. A Escola do Legislativo realiza palestras antes de cada sessão dos deputados estudantes. A doutora em Psicologia Anita Guazellis Bernardes abordará a "Gravidez na Adolescência".

Na terça-feira (12), o Plenário abriga, a partir das 18h30, a Audiência Pública "Desvendando o aumento e a composição da fatura de energia elétrica no Estado e a efetivação da tarifa social de energia elétrica". A discussão foi proposta por Barbosinha (DEM), deputado estadual e líder do governo na Casa de Leis. Foram convidados representantes do Governo do Estado, da Concessionária de Energia Elétrica Energisa, da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), empresários e sociedade civil organizada.


Envie seu Comentário