Aumento do expediente dos servidores em MS é adiado

15/03/2019 09h08 - Por: Da redação


 
Secretário Roberto Hashioka recuou com a decisão de que nova carga horária começaria mês que vem Secretário Roberto Hashioka recuou com a decisão de que nova carga horária começaria mês que vem

O Governo do Estado recuou e o aumento do expediente dos cerca de 16 mil servidores estaduais de MS deverá ocorrer entre junho e julho. Estava previsto que a carga horária de 6 horas diárias para 8 horas iniciaria agora em abril.

A decisão foi tomada pelo secretário Roberto Hashioka, de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), após uma série de reuniões com servidores públicos.

A normalização da carga horária de trabalho geraria redução de custos de R$ 20 milhões ao ano aos cofres públicos.

Dos 49,3 mil servidores ativos, 33,3 mil, ou 67,5%, cumprem a jornada integral para o qual fizeram concurso e não serão afetados.

Outros 16 mil, no entanto, cumprem apenas parte da jornada e terão que se adaptar à nova realidade. Apesar de concursados para 40 horas semanais de trabalho (8 horas/dia), eles foram beneficiados em 2004 por uma decisão do Governo à época que reduziu a carga horária.

Na ocasião, havia a previsão de criar um Banco de Horas, para compensar essa diminuição, mas o instrumento nunca foi implantado. Com a retomada da jornada normal de trabalho, a expectativa também é de melhora na prestação de serviço à população.


Envie seu Comentário