Escola que homenageou fotógrafo é campeã do Carnaval na Capital

Deixa Falar apresentou samba-enredo inspirado no trabalho de Roberto Higa, que registra a história do MS há mais de 40 anos

20/02/2018 09h36 - Elvio Lopes, de Campo Grande


 
Integrantes da Escola de Samba Deixa Falar comemoram título de campeã do carnaval na Capital
FOTOS: PAULO FRANCIS/CGNews Integrantes da Escola de Samba Deixa Falar comemoram título de campeã do carnaval na Capital
FOTOS: PAULO FRANCIS/CGNews

A Escola de Samba Deixa Falar, que apresentou na noite de sábado (17) o samba-enredo Cio da Liberdade – Sob as lentes de Roberto Higa – 40 anos de Mato Grosso do Sul, foi a grande campeã do grupo especial do Carnaval deste ano na Capital, com 269,3 pontos. A Escola de Samba Unidos do Cruzeiro foi a campeã do grupo de acesso, com 260,7 pontos e subiu para o grupo especial para desfilar no ano que vem.

A apuração do desfile das escolas de samba em Campo Grande foi realizada na noite de domingo, depois de um considerável atraso por falta de equipamentos no Horto Florestal que anunciou as pontuações dadas pelos jurados nos quesitos de comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira, bateria, alegoria, fantasias, adereços, samba-enredo, harmonia e evolução.

A Escola de Samba da Vila Carvalho, uma das mais tradicionais agremiações do carnaval de Campo Grande, foi a vice-campeã, com 268,6 pontos, apenas 0,7 pontos atrás da Deixa Falar. A terceira colocada, a Escola de Samba Catedráticos do Samba obteve 265,8 pontos e a quarta colocada, também uma das tradicionais agremiações da Capital, conquistou o quarto lugar com 264,3 pontos. Em quinto lugar, a Escola de Samba Unidos do São Francisco obteve 244,7 pontos.

No grupo de acesso, o desfile aconteceu na noite de segunda-feira de carnaval (12), com vitória da Unidos do Cruzeiro; em segundo lugar a Escola de Samba Cinderela Tradição do José Abrão, com 258,8 pontos e em terceiro lugar, a Escola de Samba Unidos do Aero Rancho, com 254,4 pontos.

Com a conquista deste ano, a Escola de Samba Deixa Falar quebrou a hegemonia das escolas da Vila Carvalho e Igrejinha, que se revezavam com os títulos de campeãs nos carnavais anteriores. Com apenas sete anos de existência, a Deixa Falar apresentou um samba-enredo com muita animação e fantasias e alegorias que se destacaram na Passarela do Samba.

O presidente da Deixa Falar, Salvador Dodero, ao final da divulgação das notas dos jurados, afirmou que a escola foi campeã pela dedicação dos integrantes e pelo investimento realizado este ano pela diretoria. "A escola estava linda e mereceu o título", afirmou o dirigente.

Feliz com o resultado, o fotógrafo Roberto Higa, que começou na carreira de repórter fotográfico no início dos anos 70, em Campo Grande, trabalhando no Diário da Serra e depois nas assessorias dos governos municipal e estadual, tem um acervo de imagens que faz pare da história de Mato Grosso do Sul desde sua criação. Foi embasado nesse trabalho que a Deixa Falar criou o samba-enredo, fantasias e alegorias que a levou ao título inédito no Estado.



Envie seu Comentário