Pai e filho são presos na piracema com petrechos ilegais

23/02/2019 08h45


Material apreendido Material apreendido

Durante fiscalização fluvial no rio Brilhante, na operação piracema, Policiais Militares Ambientais de Dourados prenderam pai e filho que pescavam com diversos petrechos de pesca ilegais e no período proibido de defeso. A equipe localizou os dois pescadores no início da noite de ontem. Eles estavam em uma embarcação e pescavam em uma lagoa à margem do rio, localizada a 9 km do assentamento São Judas, onde residem os infratores.

A equipe retirou duas redes de pesca que estavam armadas na lagoa e apreendeu uma tarrafa que estava na embarcação e era utilizada pelos infratores. Eles iniciavam a pescaria, porém, durante a retirada dos petrechos foram soltos 2 kg de peixes que estavam vivos presos aos materiais ilegais. A embarcação também foi apreendida.

Os infratores, de 42 e 61 anos, receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante, juntamente com o material apreendido, onde foram autuados em flagrante por crime de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. Se condenados poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados e apreendidos pelos policiais. Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto.


Envie seu Comentário