Taxa de iluminação foi desviada para pagar funcionalismo

13/03/2019 09h35 - Por: Da redação


 
Moradores reclamam de escuridão no centro e bairros de Dourados Moradores reclamam de escuridão no centro e bairros de Dourados

O vereador Madson Valente (DEM), após insistentes cobranças, conseguiu obter do Poder Executivo respostas sobre a destinação dos recursos da iluminação pública que foram desvinculados. Conforme documento, este recurso cumpriu finalidade de pagar folha salarial e dívidas previdenciárias.

Madson Valente diz que cumpriu sua função de vereador e ainda apontou executivo municipal deveria ter zelo pela transparência, pois a lei garante a obrigação de todo gestor, desde 2009, a informar através do portal da prefeitura de forma detalhada a utilização dos recursos públicos.

 
Madson Valente por inúmeras vezes cobrou o Poder Executivo
Foto: Thiago Morais Madson Valente por inúmeras vezes cobrou o Poder Executivo
Foto: Thiago Morais

O vereador afirmou que a desvinculação de receitas está amparada por emenda constitucional desde 2016 e que várias prefeituras do Brasil estão se utilizando deste expediente, entretanto, no caso de Dourados, considera que seja imoral submeter a população ao sacrifício para honrar compromissos de ordem administrativa.

"Considero que a gestão atual não está priorizando o bem estar social, está agindo na incoerência, não faz o dever de casa. Há na prefeitura 508 cargos de confiança, um exagero, enquanto isso mesmo a população pagando pela iluminação pública não tem o serviço executado", lamentou Madson.

A falta de iluminação pública em Dourados é uma das maiores reclamações dos moradores. A cidade está às escuras, tanto na região central como bairros.

A taxa de iluminação pública é obrigatória o pagamento e vem embutida na conta de energia.


Envie seu Comentário