Dourados lidera ranking em redução de crimes

13/05/2019 18h00 - Por: Flávio Verão


 
Delegado Lupérsio Degerone Delegado Lupérsio Degerone

Relatório da Secretaria de Estado e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) mostra que a cidade de Dourados e os municípios que pertencem à Delegacia Regional de Dourados lideraram os índices de redução de crimes contra à vida e o patrimônio no quadrimestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado.

"Triplicamos operações no último ano com ações que envolveram o setor de inteligência da Polícia Civil, o SIG, policiais militares, a Guarda Municipal, o Conselho Institucional de Segurança de Dourados (Coised), Ministério Público, judiciário, além da Sejusp", diz o delegado regional de Dourados, Lupérsio Degerone.

Ele apresentou os números que mostram a redução dos principais crimes de janeiro abril deste ano. A redução também ocorreu num comparativo da década, ou seja, comparando 2019 com 2009, quando Dourados tinha uma população menor. Atualmente é de 220 mil habitantes e em 2009 era de 189 mil moradores.

Conforme os dados, Dourados registrou 1032 furtos de janeiro a abril do ano passado contra 782 no mesmo período deste ano. Em 2009 foram 1006 furtos. Já o de roubos, quando há o emprego de violência, foi registrado 177 ocorrências em 2018 contra 153 em 2019. Há dez anos foram 252 roubos.

O quantitativo de homicídios também caiu. De janeiro a abril do ano passado foram registrados 15 assassinatos e 10 este ano, com 80% dos casos já esclarecidos. Em 2009 foram 16 homicídios, conforme a estatística da Secretaria de Segurança Pública. Já o de furtos de veículos caiu de 113 no ano passado para 43 nos primeiros quatro meses deste ano; o de roubos em residências de 10 para 4 e, de roubos em estabelecimentos comerciais, de 20 registros em 2018 para 6 no ano de 2019.

Segundo o delegado, quanto mais rápida a resposta sobre a elucidação de um crime, menor é a chance de ocorrerem mais furtos, roubos, homicídios, entre outros crimes. "Quando a resposta é efetiva, eficaz e célere, responsabilizando o criminoso, isso inibe a reincidência", explica Lupérsio Degerone. "Esses números refletem um esforço concentrado dos delegados e policiais civis da regional, além dos demais órgãos de segurança que atuam em conjunto", finalizou


Envie seu Comentário