Peça "Querô-Uma Reportagem Maldita" é encenada em Dourados

11/06/2018 08h18


“Querô – Uma Reportagem Maldita” foi escrito pelo dramaturgo  Plínio Marcos na década de 80 e traz para a cena a narrativa de vida de Jerônimo da Piedade, conhecido como Querosene 
Foto: Cadu Fluhr “Querô – Uma Reportagem Maldita” foi escrito pelo dramaturgo Plínio Marcos na década de 80 e traz para a cena a narrativa de vida de Jerônimo da Piedade, conhecido como Querosene
Foto: Cadu Fluhr

O espetáculo "Querô – Uma Reportagem Maldita" da Cia Theastai de Dourados, vai ser encenado no Sucata Cultural. As sessões serão realizadas nos sábados de junho, dias 16, 23 e 30, ás 20h. A peça escrita pelo dramaturgo Plínio Marcos na década de 80 e traz para a cena a narrativa de vida de Jerônimo da Piedade, conhecido como Querosene, vulgo Querô.

Seu apelido foi herdado de sua mãe que se matou tomando querosene logo após seu nascimento, sendo esta uma das poucas lembranças que tem de sua mãe, além de suas amigas do bordel da Violeta. Sua trajetória é cheia de raiva, revolta e medo. Sempre empurrado pelo círculo vicioso da sociedade em marginalizar aqueles que mais precisam de assistência afetiva e social. Foi dentro dessa realidade feroz e dolorosa de ser criado por uma cafetina que o maltratava, com o sentimento de abandono e culpa por sua mãe ter se suicidado é que Querô veio ao mundo.

Jerônimo, ou melhor, Querô, é apenas o resultado de um país que ainda não consegue olhar para seus problemas com amor, com sistemas penitenciários para menores que não contribuem para a formação humana, com uma reincidência que ultrapassa os 60%, comprovando que estamos longe de resolver este problema e dar possibilidade aos menores marginalizados do Brasil. A montagem de "Querô" pela Cia. Theastai é resultado de um trabalho desenvolvido há seis anos em Dourados. O grupo figura como um dos mais representativos do Centro-Oeste, recebendo premiações nacionais e estaduais e circulando com seus espetáculos por todas as regiões do Brasil e por países como Bolívia e Paraguai.

Na região da Grande Dourados tem destaque com a realização de festivais, mostras, atividades de formação e fortalecimento para as Artes Cênicas. Além disso, possui sede própria, o centro de cultura Sucata Cultural, que se concretiza como um espaço físico dedicado a arte integrada, com um teatro de bolso, bibliote-ca cênica, café cultural.

"Querô- Uma Reportagem Maldita" já foi contemplada pelo Fundo Municipal de Investimentos à Produção Artística e Cultural 2017/2018, que foi cancelado em fevereiro deste ano pela Prefeitura de Dourados. No elenco, estão os criadores Antônio Júnior, Társila Bonelli, Victor Angel Dias e João Rocha. Na iluminação e fotografia é de Cadu Modesto Fluhr e a arte gráfica é de Hélton Perez. A direção é de João Rocha e produção Sucata Cultural. Os ingressos promocionais estão a venda antecipa-damente por R$ 10 e nos dias da apresentação será R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada) e podem ser adquiridos das 16h ás 21h, no Sucata Cultural, localizado à rua Onofre Pereira de Ma-tos, nº 815.

Outras informações pelo telefone (67) 3032-6404, ou pelas páginas de Facebook do Sucata Cultural e da Cia. Theastai.


Envie seu Comentário