Indústria global de carnes passa por mudanças

09/01/2019 16h14 - Por AGROLINK


 
Imagem créditos: Arquivo

A indústria internacional da carne está registrando uma série de mudanças importantes nos últimos tempos, com novas aberturas de mercado, bem como várias fusões e joint ventures criando novas oportunidades.

As informações foram disponibilizadas pelo portal especializado globalmeatnews.com.

De acordo com o portal, a política desempenhou um grande papel na agricultura no ano passado e, sem um acordo entre o Reino Unido e a União Europeia, os comerciantes internacionais de carne enfrentam desafios como tarifas, verificações veterinárias e alfândega. Isso porque o Reino Unido ainda estuda os pontos positivos e também os pontos negativos do fim das negociações com o grupo maior que controla o comércio de seu continente.

Além disso, também permanece um dilema sobre o Reino Unido aumentar a flexibilidade em seus padrões de bem-estar em termos de frango e carnes norte-americanas contendo hormônios.

Nesse cenário, as principais empresas de carne da Europa estão relutantes e afirmaram que não querem esse tipo de alimento no Reino Unido.

Depois de um ano turbulento com tarifas de retaliação impostas aos produtos de carne dos Estados Unidos, o presidente norte-americano, Donald Trump, está trabalhando em conjunto com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) para construir pontes com alguns dos principais mercados de proteína animal do mundo, incluindo China, México e Canadá.

Os suinocultores do país afirmaram que os cortes e as retaliações haviam acarretado em um prejuízo de aproximadamente U$ 1,5 bilhão.


Envie seu Comentário