07/01/2019 13h51 - Por: Weimar Torres

Atualmente muito se debate sobre a influência das instituições de ensino no que diz respeito a educação sexual e política. A tendência conservadora do momento é contrária á educação sexual em sua grande maioria, a oposição é favorável.

Em outubro do ano passado protestos favoráveis ao ensino sexual nas escolas ocorreram na câmara municipal da nossa capital Campo Grande.

No que diz respeio a política, movimentos como o Escola sem Partido ganham força na ideologia que a grade curricular escolar deve ser manida nos padrões clássicos, mantendo como função do professor ensinar apenas a matéria específica a qual o mesmo é designado.


INSIRA O TEXTO DA MATERIA AQUI


Envie seu Comentário