MS terá encontro com música clássica

 
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Entre os dias 6 a 10 de novembro o Teatro Glauce Rocha sediará a sexta edição do Encontro com a Música Clássica. O evento tem início todos os dias a partir das 20 horas e a entrada é franca. As atividades são promovidas pela Fundação Municipal de Cultura (Fundac) por meio da Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande.

A abertura será no sábado (6) com a apresentação da Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande e convidados. No domingo (7), se apresentam o Quarteto Tau (SP), o Quarteto Toccata (MS) e a Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande.

Na segunda-feira (8) abrilhantam a noite a Orquestra de San José de Chiquitos (Bolívia), a Orquestra Barroca de Mato Grosso do Sul, o Grupo Vocal Feminino da UFMS e a Regência de Matias Vivot, da Argentina.

A programação continua na terça-feira (9) com a Final do Prêmio Campo Grande de Música, na Categoria Música de Câmara. Na mesma noite se apresenta a Soluna Garnes, de Trinidad y Tobago. O encerramento será na quarta-feira (10) com o espetáculo Araras da Cidade Música do Mato, a apresentação do Coral e Orquestra do Festival e a apresentação final da Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande.

A Orquestra

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande, instituída pela Lei 4.403/06, tem realizado intensa atividade em Mato Grosso do Sul desde sua estréia em outubro de 2007. Sua atuação tem sido marcada pelo pioneirismo de seus integrantes, que buscam parcerias com outras instituições para mantê-la e ainda absorvem jovens talentos da cidade, por entender que tem também o papel de dar oportunidade de aperfeiçoamento no cenário musical de um Estado ainda tão jovem como o Mato Grosso do Sul.

O caráter social da orquestra é marcado por suas apresentações sempre gratuitas em teatros, escolas, universidades e parques de Campo Grande, sempre com grande repercussão na mídia televisiva e impressa de nosso estado e em matérias apresentadas em rede nacional.

A valorização da musica regional, com obras que utilizam a viola caipira, a viola de cocho - instrumento que é patrimônio cultural de nossa região – e arranjos para orquestra de obras consagradas de nosso Estado levam os ouvintes a novas sensações e opiniões, trabalho elogiado por autoridades culturais de nosso país, por exemplo, o poeta Ariano Suassuna e convites que a Sinfônica de Campo Grande teve para mostrar a nossa música em outros estados, como no Festival Internacional de Música de Olinda (MIMO).

O nome de Campo Grande é levado através de representantes da Orquestra a vários países da América – Latina, por exemplo, a turnê que o Maestro Eduardo Martinelli juntamente a quatro jovens talentos de nossa cidade está realizando ao Paraguai, Argentina e Chile sendo um total de 12 apresentações em diversos teatros, universidades, embaixadas e concertos ao ar livre.

Maestro Eduardo Martinelli

O maestro Eduardo Martinelli formou-se em Violão Erudito pela Faculdade de Música de Santos, em 1998 e estudou paralelamente violoncelo, violino e regência de orquestra. Entre 2004 e 2007 foi professor de violão no curso de música da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no ano de 2007 assumiu como titular a regência da Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande – (instituída em 2006).

Foi Maestro fundador da Orquestra de Câmara de Itanhaém (SP) e da Orquestra Barroca de Mato Grosso do Sul, dirigiu também a Orquestra Sinfônica do Projeto Guri - Santos (SP). Vários de seus alunos de violão foram vencedores dos principais concursos de São Paulo, como o Souza Lima e o Musicalis.

Desde 2004 em Campo Grande vem realizando intensas atividades no meio artístico popular e erudito apresentando-se nos principais eventos de música de Mato Grosso do Sul como: Festival de Inverno de Bonito; Festival América do Sul; Projeto Cena Som; Estação Cultura; Feira da Música do Sul Mato-Grossense; Concertos Sesc e Festival Prelúdios da Primavera.

Como concertista, tem se apresentado com variadas formações camerísticas, concertos com orquestras e solo, atuando em diversas Cidades e Estados brasileiros.