Nessa quarta-feira (30/01), a onda de protestos contra Maduro se intensificou na Venezuela, protestos pacíficos que foram respondidos com força militar. As forças de segurança mataram mais de 40 pessoas que estavam levantando bandeira contra o regime de Maduro, a TV estatal filmou os momentos de violência contra quem protestava. A menssagem do líder ditador é clara, ele não tolera nenhuma pressão interna ou externa, alegando que uma intervenção militar dos EUA tornaria deixaria a Venezuela em situação parecida com o Vietnã. O presidente interino Juan Guaidó diz ser favorável a eleição livre, porém não respondeu ao ´´pedido´´ de diálogo de Maduro. A situação é de extrema tensão, reflexos disso se manifesarão por toda América Latina, que se mostra cada vez mais ditatorial.

Título

Subtítulo

31/01/2019 08h06 - Por: Cido Costa

31/01/2019 08h06 - Por: Cido Costa



INSIRA O TEXTO DA MATERIA AQUI

INSIRA O TEXTO DA MATERIA AQUI



Envie seu Comentário

Envie seu Comentário