Empresário e tatuador são assassinados em Ponta Porã

Duplo homicídio aconteceu em menos de quatro horas, na cidade que faz fronteira seca com Paraguai

06/12/2018 07h00 - DouradosAgora


 
Corpo de tatuador e familiares aguardando a retirada do corpo do local.
Foto: Adilson Domingos Corpo de tatuador e familiares aguardando a retirada do corpo do local.
Foto: Adilson Domingos

A fronteira registra dois homicídios em menos de quatro horas, nesta quarta-feira (5), na cidade fronteiriça de Ponta Porã. O empresário do ramo de turismo, Wanderley Almeida, estava verificando um veículo da frota da empresa, numa tornearia localizada na Rua Antônia Capilé, quando foi surpreendido por dois homens que trafegavam numa caminhonete de cor branca. Os pistoleiros atiraram contra o empresário, que morreu no Hospital Regional de Ponta Porã.

No final da tarde, o tatuador Nicanor Garay Ovelar, de 40 anos, estava sentado em frente ao estudio na esquina das ruas Marechal floriano com a Baltazar Saldanha, centro de Ponta Porã, quando chegaram dois homens numa motocicleta. O carona sacou a arma e atirou. Ovelar tentou correr mas caiu e foi atingido por mais tiros de calibre 9 milímetros, à queima roupa. Ninguém foi preso até agora.

Informações ou denúncias que possam ajudar o trabalho policial, devem ser repassadas pelos telefones: Polícia Militar: 190; Polícia Rodoviária Federal: 191; Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE): 3421.0014; SIG: 3411.8080; DOF: 3411.8080; Defron: 3410.4800 e 3410.4800; Polícia Federal: 3410.1700 e 3420.1757; Polícia Civil - 1º Distrito Policial: 3411.8060; Polícia Civil, 2º Distrito Policial: 3424.6911 e 3424.5633; Guarda Municipal: 199; Polícia Militar Ambiental (PMA): 3357-1500– 9905-7763 - vivo – WhatsApp/ 9106-8628 - Claro / 8171-4270 - (Tim)/ 8475-0553 (Oi).



Envie seu Comentário