Planilha eletrônica determina equilíbrio nutricional em mangueiras ‘Tommy Atkins’

02/01/2019 15h12 - Por Embrapa Semiárido


 
Embrapa Semiárido Embrapa Semiárido

Resultado de extenso trabalho colaborativo entre pesquisadores, produtores, técnicos, agrônomos e profissionais que atuam na assistência técnica, a Embrapa Semiárido disponibiliza uma planilha eletrônica para a determinação do equilíbrio nutricional dos pomares de mangueira cultivados com a variedade Tommy Atkins no Submédio do Vale do rio São Francisco.

Esta planilha tem a função de auxiliar o usuário a planejar e monitorar as adubações das plantas. O acesso à ferramenta é gratuito e o usuário pode rapidamente obter um diagnóstico nutricional bastando, para isso, dispor dos resultados da análise foliar do pomar.

"Espera-se que essa planilha possa contribuir para a obtenção de produções elevadas e frutos com alta qualidade, adequadas às exigências dos diferentes mercados da manga, com uma nutrição mineral equilibrada, que racionalize o uso de fertilizantes e evite a contaminação do ambiente", afirma o pesquisador Davi José Silva.

O manejo da nutrição mineral é fator relevante na determinação da produtividade dos pomares de mangueira instalados na região.

Este reconhecimento faz com que produtores, técnicos, agrônomos e agentes da assistência técnica busquem ferramentas que auxiliem no monitoramento e na tomada de decisão sobre a nutrição adequada, que atendam aos requisitos de produção e qualidade dos frutos.

O pesquisador explica que esta planilha foi gerada após muitos anos de coleta de dados sobre a produção e nutrição de mangueiras no Vale do São Francisco.

Ela simplifica o uso do Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação (DRIS), além de utilizar recursos e algoritmos atualizados.

Foi elaborada a partir de um conjunto de dados de monitoramento realizado na região e que deram origem a novos padrões nutricionais, já embutidos na própria planilha de cálculos, e que eram inéditos até o momento.

A planilha está dividida em três partes: dados cadastrais, avaliação do estado nutricional e recomendação técnica.

Utiliza fórmulas que permitem comparar uma amostra foliar de um pomar com um conjunto de valores de referência, denominado normas DRIS.

Informando os teores dos nutrientes na amostra foliar, a planilha fornece os índices de equilíbrio nutricional, o valor do balanço nutricional global (ou IBNm) e faz a interpretação dos resultados, indicando entre cinco classes o estado nutricional do pomar.

Ainda apresenta o resultado na forma de gráficos, nos quais se destacam os nutrientes com maiores necessidades de ajustes.

Em atividade realizada no mês de outubro de 2018, os coordenadores do projeto promoveram o treinamento "Formação de multiplicadores na utilização da planilha 'DRIS Manga'", voltado à capacitação de um grupo de técnicos e de consultores que atuam na assistência aos manguicultores.

"Foi unânime a satisfação dos participantes com o recurso disponibilizado pela Embrapa, quanto à utilidade, praticidade, facilidade de uso e interatividade", afirma Davi.

Com a disponibilização desta planilha eletrônica, o pesquisador espera expandir ainda mais a cooperação entre a Embrapa Semiárido e a iniciativa privada no sentido de continuar os trabalhos de compartilhamento de dados e informações, a fim de aprimorar o seu emprego de forma contínua nos pomares da região.

Com este objetivo, o pesquisador da Embrapa Rondônia Paulo Wadt, em reunião com consultores e técnicos de empresas privadas na cidade de Petrolina (PE), enfatizou que outros avanços poderão ser alcançados, inclusive, obtendo-se padrões de referência para as demais cultivares de manga produzidas na região.

Para tanto, já existe um projeto em andamento na Embrapa, cujos resultados deverão estar disponíveis nos próximos anos.


Envie seu Comentário