25/09/2014 09h17 - Atualizado em 25/09/2014 09h17

Tornado devasta Porto Murtinho e barco hotel vira com 27 pessoas

Veja acima o vídeo postado por Hidelbrando Procópio, do Murtinho Informa

 
Força do vento arrancou árvores e deixou rastro de destruição na cidade pantaneira (Foto: Toninho Ruiz) Força do vento arrancou árvores e deixou rastro de destruição na cidade pantaneira (Foto: Toninho Ruiz)

Tornado com ventos de 93 quilômetros atingiu a cidade de Porto Murtinho deixando um rastro de destruição. O fenômeno causou a morte de um agrônomo do Paraná, encontrado morto depois de naufrágio no Rio Paraguai. O turista estava no barco-hotel Sueño do Pantanal, que virou no rio, em meio ao tornado que atingiu a cidade.

Ainda há 10 turistas e três tripulantes da embarcação desaparecidos. Dez das 13 pessoas desaparecidas foram identificadas como: Lucas Orlando; Pedro Alves Borges; Antônio Moacir Pontelo; Leandro Donizete Alves; Eloy Miller; Marcos de Aguiar Luz; Manuel Coelho; Paulo Aparecido Barbosa; Benedito Barbosa; Tito e Erinson Gibim.

Segundo a Polícia Militar, na embarcação estavam 27 pessoas, entre elas 16 turistas. Cinco deles conseguiram se salvar e um foi encontrado morto no Rio Paraguai. A embarcação contava com 11 tripulantes entre piloteiros, cozinheiros, camareiros. Dos tripulantes oito se salvaram e três ainda estão desaparecidos.

Por volta das 20h30 de ontem, as buscas foram suspensas por falta de visibilidade e retomadas hoje, pelo Corpo de Bombeiros.

As treze pessoas que conseguiram se salvar do naufrágio tiveram que enfrentar as correntezas do Rio Paraguai a nado para chegar até às margens, onde foram socorridas por populares. Hoje era o último dia de pescaria do grupo que estava no barco-hotel.

Identificação

Cinco das 13 pessoas que se salvaram do naufrágio eram turistas. São eles Marcio Ferreira Garmeira, residente em Alvorada do Sul; Kesley Roger Souza, de Londrina; José Ribeiro da Silva Filho, de Alvorada do Sul;Valdecir Fernandes Freitas, de Alvorada do Sul, e Francisco Carlos Paulineli, também de Alvorada do Sul. O estado de saúde deles é estável e eles estão neste momento hospedados em uma pousada em Porto Murtinho.

Casas foram destelhadas e pelo menos cem árvores foram derrubadas pelo temporal. Os prejuízos estão sendo levantados e equipes da prefeitura percorrem a cidade para dar auxílio às famílias atingidas. O prefeito de Porto Murtinho, Heitor Miranda, informou que seria decretado estado de calamidade. (com informações de O Correio News)

Envie seu Comentário