26.3 C
Dourados
domingo, 3 de março de 2024

IFMS oferta 16 vagas para mestrado em Educação Profissional

- Publicidade -

Com 16 vagas, o IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) por meio do ProfEPT (Exame Nacional de Acesso ao mestrado em Educação Profissional e Tecnológica) abriu o processo seletivo para o mestrado em Educação Profissional de 2024. Metade das vagas são para servidores da Rede Federal e metade para o público externo.

Composta por 50 questões de múltipla escolha, a prova abordará as bases conceituais e históricas da Educação Profissional e Tecnológica, além de metodologias de pesquisa, teorias e práticas de ensino e aprendizagem, conforme indicado nas referências listadas no item 5 do edital de abertura. São duas linhas de pesquisa: “Práticas Educativas em Educação Profissional e Tecnológica”; e “Organização e Memórias de Espaços Pedagógicos na Educação Profissional e Tecnológica”.

O resultado final da prova será divulgado no dia 13 de março e o início do curso está previsto para o dia 02 de abril. O programa de pós-graduação prevê aulas presenciais e a distância, às segundas-feiras, nos períodos da manhã e da tarde. O Câmpus Campo Grande do IFMS está localizado na Rua Taquari, n° 831, Santo Antônio, na Capital. Serão oferecidas 654 vagas em todo o país.

Todos os candidatos devem possuir diploma de nível superior, com cotas para candidatos com deficiência, autodeclarados pretos, pardos e indígenas. Os interessados podem se inscrever até 04 de janeiro do próximo ano, na página do ProfEPT, onde também está publicado o edital de abertura do processo seletivo.

Podem fazer a solicitação de isenção da taxa os candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e membros de família de baixa renda.

Conforme o edital, a isenção de inscrição deve ser solicitada no ato da inscrição até 1º de dezembro. Aqueles que tiverem o pedido de isenção indeferido deverão, assim como os demais candidatos, fazer o pagamento da inscrição até a data limite de 05 de janeiro de 2024. O curso é reconhecido pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) do MEC (Ministério da Educação).

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-