38.2 C
Dourados
quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

João Carreiro tinha uma válvula no coração e faria troca de implante

- Publicidade -

Morto aos 41 anos na noite desta quarta-feira (4) durante procedimento cirúrgico em Campo grande, o cantor João Carreiro já tinha uma válvula no coração e realizou a primeira troca, contudo, o corpo teria rejeitado o implante. Ele se submeteu a novo procedimento e não resistiu.

O velório teve início por volta das 7h de hoje na Câmara Municipal de Campo Grande e o corpo segue após às 9h para a cidade de Cuiabá, onde tem familiares. Mato-grossense, ele escolheu Campo Grande para viver com a família. João deixa esposa e filha de 5 anos.

A agenda de shows foi encerrada no último dia 30 e janeiro seria dedicado à recuperação cirúrgica para troca de válvula no coração.

Oo jornal Midia Max, o sócio-empresário, Diego Diniz, que trabalhava há seis meses com o cantor, contou que a cirurgia cardíaca havia sido marcada no dia 22 de novembro do ano passado, no Hospital do Coração.

“Janeiro seria off. Ele iria voltar com os shows de fevereiro, com agenda até agosto desse ano”, disse o empresário.

Ainda no hospital, gravou um vídeo conversando com a esposa, Francine Caroline, e brincou com a roupa que usaria durante a cirurgia cardíaca. O cantor passou por uma cirurgia para corrigir um prolapso da válvula mitral, conhecido como sopro no coração, anomalia cardíaca, porém morreu duas horas após a cirurgia.

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-