02/02/2015 09h27 - Atualizado em 02/02/2015 09h27

Dourados se consolida como Cidade Universitária

Instituições de Ensino públicas e privadas passam por avaliações de qualidade todos os anos

 
César Cordeiro
 
Apenas três cursos possuem a nota máxima, 5, na cidade: Direito, Jornalismo e Publicidade e Propaganda, ambos da Unigran Apenas três cursos possuem a nota máxima, 5, na cidade: Direito, Jornalismo e Publicidade e Propaganda, ambos da Unigran

Além da alta produção e rentabilidade do Agronegócio, Dourados também se consolida como cidade universitária. Isso porque as instituições de ensino superior aqui presentes recebem estudantes da região e até de outros estados para cursarem o nível superior. São muitas áreas de formação oferecidas, distribuídas em diversos cursos e instituições.

Porém, além da habilidade pessoal e competência para a área de interesse, os estudantes devem considerar a qualidade do curso desejado. Para isso, o Ministério da Educação avalia constantemente os cursos superiores, de instituições públicas e privadas, através do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes – Enade, realizado por ciclos, e por meio do Conceito Preliminar do Curso, formado por estrutura física, formação do corpo docente, entre outras características institucionais.

O MEC atribui um conceito, em uma escala que vai de 1 a 5 – sendo os conceitos 1 e 2 insuficientes, 3 regular e 4 e 5 excelência de ensino. Em Dourados, 50 cursos já foram avaliados pelo Ministério da Educação e atribuídos conceitos, entre os anos de 2011 a 2013. As notas das avaliações de 2014 saem apenas no final de 2015.

Os 20 melhores cursos de Dourados e suas instituições de ensino são: Publicidade e Propaganda (Unigran), Direito (Unigran), Jornalismo (Unigran), Nutrição (Unigran), Ciências Biológicas (Unigran), Arquitetura e Urbanismo (Unigran), Ciências Contábeis (UFGD), Farmácia (Unigran), Enfermagem (Unigran), Odontologia (Unigran), Administração (UFGD), Direito (UFGD), Artes Visuais (Unigran), Biomedicina (Unigran), Fisioterapia (Unigran), História (UFGD), Letras (Unigran), Educação Física (Unigran), Ciências Biológicas - licenciatura (UFGD) e Psicologia (Unigran).

Já os 10 piores são: Turismo (UEMS), Medicina Veterinária (Anhanguera), Agronomia (Anhanguera), Letras (UEMS), Matemática (UEMS), Medicina (UFGD), Física (UEMS), Ciências Contábeis (Anhanguera), Psicologia (Anhanguera) e Ciências Biológicas - bacharelado (UFGD). Destes, o curso de Agronomia da Anhanguera repetiu o conceito insuficiente em duas avaliações consecutivas, fazendo com que a instituição fosse proibida de abrir novas turmas já em 2015.

Apenas três cursos possuem a nota máxima, 5, na cidade: Direito, Jornalismo e Publicidade e Propaganda, ambos da Unigran. A cada três anos os cursos passam por nova avaliação, o que demanda que as instituições invistam em qualidade contínua, para que repitam seus bons índices ou melhorem a avaliação.

Envie seu Comentário