Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
03/09/2012 15h44

Cursos promovem qualificação para jovens vítimas de exploração sexual

 

Ideia é oferecer cursos de atividades turísticas, criando oportunidades de emprego junto à cadeia produtiva do setor.

O Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Ministério do Turismo (MTur) fazem parceria para promover cursos destinado a vítimas de exploração sexual.

A estratégia foi definida na quinta-feira (30), e é destinada a jovens de baixa renda.

A ideia é oferecer cursos de atividades turísticas, voltados para a população em condição de vulnerabilidade social, criando oportunidades de emprego junto à cadeia produtiva do setor. A meta é abranger todas as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

“Por meio de uma parceria com o Ministério do Turismo, poderemos identificar as atividades que têm maior carência, preparar cursos focados e fazer a ponte com a cadeia produtiva para empregar os alunos treinados”, explicou o presidente do Conselho Nacional do Sesi, Jair Meneguelli.

Serão realizados cursos técnicos e de educação básica, em tempo integral, com duração média de um ano.

Todos os participantes serão atendidos por uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, médicos e dentistas.

Durante o período, eles recebem ajuda de custo no valor de R$ 500,00, sendo que, R$ 100,00 deste valor será depositado em conta bancária, o restante, entregue aos alunos.

Programa ViraVida

Criado em 2008, o ViraVida do Sesi atendeu mais de 2,2 mil jovens entre 16 e 21 anos de idade de todo o Brasil.

Atualmente, o programa está em 19 cidades, de 16 estados (CE, BA, SE, PE, RN, PA, AL, MA, PI, PB, DF, RS, PR, RJ, RO e MG) e está em fase de implementação em Manaus (AM), Goiânia (GO) e São Paulo (SP), e ainda, com a inclusão de Cuiabá (MT).

O foco são meninos e meninas de famílias de baixa renda, moradores das periferias dos grandes centros urbanos com histórias de vida marcadas por experiências relacionadas ao trabalho doméstico, abuso ou exploração sexual, gravidez precoce e dependência química.

Desde abril, o ViraVida realizou 2.4 mil matriculas, com 832 alunos em sala de aula e 1.3 mil formados. Ao todo, 749 participantes entraram no mercado de trabalho.

De acordo com os organizadores, cerca de 70% dos alunos que se formam no ViraVida são empregados.

Os cursos já implantados abrangem as áreas de Moda, Imagem Pessoal, Turismo e Hospitalidade, Gastronomia, Comunicação Digital e Administração.

O ViraVida foi premiado como uma das 50 melhores práticas em atuação no País e pode ser considerado uma ação específica de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.(Ministério do Turismo / Programa ViraVida)


Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Dourados Agora não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restamcaracteres. * Obrigatório
 

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo