Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
09/06/2012 07h34 - Atualizado em 09/06/2012 07h34

Plano Safra 2012-2013 terá mais recursos e incentivos, segundo secretário

 

Ampliação de recursos, aumento do limite de financiamento de custeio, criação de mecanismos para o incremento da capacidade de investimento das cooperativas (pequenas, médias e grandes) e aperfeiçoamento dos mecanismos de enquadramento do Pronaf.

Essas são algumas das medidas do Plano Safra da Agricultura Familiar 2012-2013, enumeradas pelo secretário da Agricultura Familiar, Laudemir Muller, durante audiência pública, realizada na terça-feira (5), na Câmara dos Deputados, em Brasília, para discutir o Plano.

Na reunião, Müller deixou claros outros objetivos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) no próximo Plano Safra, como reforçar a assistência técnica para qualificar empreendimentos familiares (em sua gestão e nos negócios); incentivar a comercialização para que agricultores familiares possam, individualmente, comercializar seus produtos formalmente; e aperfeiçoar o sistema de seguro agrícola.

"Queremos ainda promover a qualificação profissional dos agricultores, especialmente dos jovens e ampliar o crédito no Semiárido brasileiro", disse o secretário da Agricultura Familiar do MDA.

"Estamos muito atentos ao tema da infra-estrutura no meio rural. O MDA coordena, dentro do PAC 2, essa estratégia", afirmou Laudemir Müller.

Elisângela Araújo, presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), também assinalou a necessidade de reforçar a capacidade produtiva do Semiárido.

"Entendemos que esse é um momento de busca de políticas estruturantes", disse. "Para nós, a agricultura familiar vive um momento importante para o desenvolvimento do país.

Ela deve ter cada vez mais ações para consolidar todos os aspectos do desenvolvimento do setor", afirmou a presidente da Fetraf.

O secretário de Política Agrícola da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Antoninho Rovaris, elogiou as medidas anunciadas por Müller e defendeu mecanismos que garantam melhor estrutura para o cooperativismo brasileiro e a universalização do serviço de assistência técnica e extensão rural.

A reunião foi proposta pelo deputado Zé Silva para discutir o Plano Safra, com o objetivo de fazer análises antes do lançamento do plano, o que ocorre todos os anos na última semana de junho ou na primeira de julho (o ano safra começa em 1° de julho).

Também participaram do encontro Antoninho Rovaris, secretário de Política Agrícola da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag); além da representantes da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), do Banco do Nordeste, do Banco da Amazônia e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).(Portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário)


Envie seu Comentário

Antes de escrever seu comentário, Atenção! O Dourados Agora não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!
Restamcaracteres. * Obrigatório
 

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo