Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
27/06/2012 17h30 - Atualizado em 27/06/2012 17h30

Mulher suspeita de matar marido era agredida frequentemente

 

Testemunha que presenciou Alenilton Marcos Miranda da Costa, 30 anos sendo assassinado pela mulher, por volta das 22h40 de ontem (26), na rua Nacional, bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, diz que o casal brigava frequentemente, e que pouco antes do fato ocorrer, ele gritava por socorro.

“Estava no ponto de ônibus que fica quase em frente a casa do casal quando ele chegou. O homem estava alterado e buzinava muito alto, pedindo para abrir o portão. Após ele entrar com o carro, um Fiat Uno prata, dá para ver que ele começou a agredir a mulher”, contou a testemunha.

O jovem que testemunhou explica que a mulher pegou um espeto metálico para se defender, depois de ter apanhado várias vezes. “Ela pedia para ele parar, gritava e ele continuava a bater nela. Foi o momento em que ela jogou o espeto, entrou para dentro de casa e voltou armada”, contou.

De acordo com a testemunha, a mulher deu um tiro à queima roupa na direção da testa de Alenilton, e após ele cair no chão, continuou os disparos.

Após o incidente, a mulher abandonou o carro nas proximidades, ligou para o irmão, que a buscou no local, e desde então eles estão foragidos.

“Moro aqui no bairro desde que nasci e poucas pessoas conheciam esta família. Todos disseram que ele era usuário de drogas e estava com um mandado de prisão em aberto, algo que até foi confirmado pelos policiais que estiveram na casa após o crime”, afirma a testemunha.

A Polícia Civil agora tenta localizar a mulher e mais testemunhas para falar sobre o caso.

(Com informações do Midia Max)

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Contato

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo