Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C

Pais lotam Central de matrículas por vagas

Valéria AraújoOs primeiros dias de aulas estão sendo de corre-corre na Central de Matrículas de Dourados. Por dia, mais de 600 pessoas estão sendo atendidas. O motivo está relacionado as transferências, já que muitos pais não ficaram satisfeitos com a escola na qual os filhos foram designados.

Somente na parte da manhã desta terça-feira, mais de 200 pessoas foram atendidas, e, mesmo assim, a fila ainda estava grande. A dona de casa Maria batista da Silva, disse que com a reforma na escola Presidente Vargas, os alunos terão que estudar no prédio da Uedi, no final da Rua Hael Bom Faker. "Minha filha não tem como ir para lá. Além de longe, não passa circular. Estamos desesperados porque se não conseguir a transferência ela vai ficar este ano sem estudar", disse.

A auxiliar de cozinha Elisabete Batista de Paula, busca uma vaga em outra escola para a neta, que estuda na 7ª série. "Ela está num colégio muito longe de casa. Não temos condições de pagar vans ou levá-la todo o dia", conta.

Ela estava com a senha 748 e disse que quando chegou, por volta das 7h, mais de 50 pessoas já estavam na frente dela. Para ela, a ida até a Central vai render prejuízos. "Um dia praticamente sem trabalhar. O desconto do dia de falta pode render até advertência", considerou.

Segundo ela, a Central deveria estar em conjunto com as escolas e dar prioridade a quem mora perto.

A estudante de 16 anos retorna pela 2ª vez a Central. Ela quer estudar, mas precisa ajudar os pais nas despesas mensais. Para conseguir trabalhar teria que mudar da escola Capilé para a Ramona. "Creio que as vezes falta sensibilidade nas escolas. Eles deveriam analisar caso a caso e ceder a quem realmente precisa. Sem trabalho eu não vou poder nem estudar".

CENTRAL

Apesar da aglomeração de pais, a Central considerou estes últimos dois dias de atendimento intenso, como tranqüilo. "A fila estava fluindo normalmente. Não houve tumultos e todo mundo saía daqui satisfeito com as mudanças. Não foi preciso nem mesmo a segurança da Guarda Municipal", avalia a coordenadora Ilda Aparecida de Souza.

Segundo ela, a central vem entrando em acordo nas escolas e viabilizando o máximo possível a vaga desejada. Apesar disso, conforme Ilda, muitos pais deixaram para regularizar a situação do filho na última hora. "Tem pai que ainda está fazendo a pré matrícula", destaca.

Para evitar as filas ou maiores transtornos, a orientação da Central é para que os pais façam a matrícula na escola onde foram designados, encaminhem os filhos, para que eles não percam as aulas e vão tentando a transferência, com calma nas escolas. Segundo ela, para atender a grande demanda, a equipe vem atendendo direto, sem fechamento para o almoço. A Central fica aberta das 7h às 17h. Informações pelo telefone: (67) 3411 8404

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Contato

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo