Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C

Wilson Biasotto lança livro de crônicas

 
Livro é fonte de estudos nas áreas social, política, literária e histórica
Livro é fonte de estudos nas áreas social, política, literária e histórica

O professor Wilson Valentin Biasotto lança amanhã, o livro “Crônicas: Globalização, Neoliberalismo e Política”. A noite de autógrafos será na Escola Microfácil, em frente a agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Joaquim Teixeira Alves, 1568.

Biasotto dividiu a seleção de crônicas em outros dois volumes no período entre 1995 e 2009. Os próximos títulos que devem ser lançados neste semestre são: “Crônicas: Educação, Cultura e Sociedade” e “2010: o Ano que não Acabou para Dourados”.

A obra “Crônicas: Globalização, Neoliberalismo e Política” da Editora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), reúne 99 crônicas que vem sendo publicados desde a década de 70, no extinto jornal de Notícias de Dourados e posteriormente no jornal O PROGRESSO e em outros periódicos.

“São crônicas contundentes. Vão ao âmago do tema abordado, seja de maneira direta, dando nomes aos personagens, seja fazendo uso de metáforas ou de ironia, que o próprio autor faz questão de não dissimular. Sem ser repetitivo, sem apresentar chavões, as crônicas do professor Biasotto oferecem uma contribuição importante para estudos nas áreas social, política, literária e histórica”, salienta na apresentação do livro, o senador Delcídio do Amaral. O autor faz uma contextualização de como os processos de globalização e de difusão da ideologia neoliberal, provocou mudanças significativas na história política de Dourados. “É obra recomendada para qualquer leitor. Aos mais jovens, para se inteirarem dos assuntos abordados nas crônicas. Aos mais velhos, para relembrarem e refletir sobre tais assuntos. Aos historiadores, porque a coletânea é repleta de ingredientes que podem dar suporte a interessantes hipóteses para pesquisa. Aos políticos, principalmente, para se fixarem num padrão de lealdade partidária. Aos literatos e lingüísticas, para apreciarem bons textos e proceder á análise do discurso de uma época determinada”, complementa Delcídio do Amaral.

Trajetória

Wilson Valentim Biasotto nasceu no estado de São Paulo, onde cursou graduação em História (Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Catanduva), especialização em História do Brasil (Universidade Moura Lacerda) e mestrado e doutorado em História Social (Universidade de São Paulo). Veio para Dourados em 1974 para lecionar no CEUD/Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, atual UFGD, e aposentou-se em 2001 como professor titular.

Suas principais obras são: “O Movimento Reivindicatório do Magistério Público Estadual de Mato Grosso do Sul”; 1978-1988 (Ed. da UFMS, 1991); “Até Aqui o Laquicho Vai Bem” (Ed. da UFMS, 1998); “Edificando a Nossa Cidade Educadora” (Nicanor Coelho Ed., 2006).

(1) Comentário

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Para muitos História é apenas uma matéria escolar, para outros um motivo para sair do sofá e ir em um museu, e pior,para muitos outros é inútil. Mas para mim não, a História sempre estará presente em nossas vidas. Vamos conversar um pouco sobre a importância da História em nossa sociedade . Qualquer rede social passa por problemas e vitórias, e normalmente essas Histórias são arquivadas por vários meios. Alguns pintam, outros escrevem , outros tiram fotos ou gravam vídeos . Então se pensarmos assim, a História está diretamente ligada a todos nós, seres humanos, mas como personagens de novela ou qualquer ficção hoolyowdiana.

 
José Carlos Batista em 09 de junho de 2011 às 17:11

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Contato

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo