Setor de inovação em telecomunicações recebe R$ 200,5 milhões para pesquisas

Portal Brasil - 24/12/2016 13h09

 
Órgão vai disponibilizar recursos no ano que vem por meio de editais a empresas privadas que queiram inovar
Arquivo/Agência Brasil Órgão vai disponibilizar recursos no ano que vem por meio de editais a empresas privadas que queiram inovar
Arquivo/Agência Brasil

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) vai receber R$ 200,5 milhões do Conselho Gestor do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel) para estimular investimentos em pesquisa no setor de telecomunicações.

Segundo conselheiro do Conselho Gestor do Funttel, Maximiliano Martinhão, os recursos se destinam a operações com recursos reembolsáveis.

"A importância dessa parceria é a aplicação das melhores taxas do mercado pelo Funttel à Finep e, depois, pela Finep aos seus usuários. Isso favorece as empresas a promover inovação no setor", avaliou.

Produtos

Martinhão citou investimentos do Funttel, via Finep, no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), que quebrou o recorde mundial em área de transmissão óptica coerente sem repetição na última quarta-feira (14). A instituição sediada em Campinas (SP) alcançou a marca por meio de um link óptico de 403 quilômetros.

"Isso só foi possível graças à interação que existe do fundo e da financiadora com o CPqD", destacou.

Martinhão mencionou, ainda, o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), construído pela joint-venture Visiona, contratada por Telebras e Embraer com mais de R$ 200 milhões do Funttel.

Já o presidente da Finep ressaltou o trabalho da Unitec, companhia que produz semicondutores de até 90 nanômetros para cartões e etiquetas magnéticas, com vistas à redução da dependência de importações.

Para Cintra, a renovação da parceria reforça iniciativas relevantes ao País. "Em um momento de absoluta contenção de gastos e despesas, recebermos um apoio desse porte é significativo e certamente terá o seu efeito ampliado na medida em que identifiquemos projetos."

Envie seu Comentário