GRIPE: Gestantes que tomam a vacina ajudam a proteger o bebê

21/04/2018 12h00 - Por Ministério da Saúde


 
EBC EBC

A partir do dia 23 deste mês, todos os postos de vacinação do país estarão mobilizados para a campanha contra a gripe.

As gestantes estão entre as pessoas que devem receber uma dose da vacina para se proteger e, assim, aumentar o cuidado com o bebê.

A coordenadora Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, explica mais sobre esse assunto.

"O Ministério da Saúde só recomenda vacinação para gestantes quando se tem estudos que garantam a segurança tanto da mãe quanto de seu feto.

Então esses estudos já demonstraram, inclusive, que a vacina tem um efeito protetor enorme tanto para a mãe quanto para a criança.

A mãe porque na gravidez, pela sua condição de gestante, ela tem uma baixa imunidade, então ela está mais propensa a adquirir a gripe.

A criança quando nasce ela só vai poder tomar a vacina a partir dos seis meses, então essa criança estará desprotegida.

Quando a mãe toma a vacina, ela passa anticorpos para o seu filho, ainda na barriga, e a criança vai nascer já com uma imunidade que nós chamamos de passiva, que vai da mãe para o filho".

A transmissão dos vírus da gripe ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias, de uma pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar.

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, e pode ocorrer outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações.

Na forma grave, a gripe causa falta de ar, febre por mais de três dias, dor muscular intensa e prostração.

Em alguns casos, a doença também pode levar à morte. Para saber mais, acesse o portal da Saúde. O endereço é saude.gov.br


Envie seu Comentário