Duas são presas por morte de mulher pelo 'tribunal do crime'

13/05/2019 06h24 - Por: Da redação


 
Mulheres foram presas acusadas pela morte de Rosimar Mulheres foram presas acusadas pela morte de Rosimar
 
O nome delas não foi divulgado pela polícia; dupla é te facção O nome delas não foi divulgado pela polícia; dupla é te facção

Duas mulheres foram presas neste fim de semana acusadas pela morte de Rosimar Gomes de Souza da Cruz, 27 anos, encontrada morta na última sexta-feira (10) jogada em uma mata próxima ao bairro estrela verá, em Dourados. O corpo estava com as mãos amarradas e com uma corda envolta em seu pescoço, além de diversos ferimentos que indicam que a vítima foi torturada antes de ser morta.

Durante diligências que apuravam o homicídio, policiais da Defron (Delegacia de Fronteira) chegaram a informação de duas residências no bairro Parque das Nações II que poderiam estar abrigando algumas pessoas envolvidas no crime.

Realizada diligência nos locais, os policiais encontraram e prenderam em flagrante uma mulher de 26 anos e outra de 27. Aos policiais, as duas assumiram a participação no homicídio e afirmaram que a Rosimar (vítima) veio até elas com intuito de comprar drogas e teria se passado por uma integrante da facção criminosa da qual as duas autoras pertencem. Posteriormente, as autoras teriam descoberto que a vítima, em verdade, pertencia a uma facção criminosa rival.

Após a descoberta, as autoras, cujos nomes não foram divulgados pela polícia, teriam levado a vítima para um barraco próximo a mata no bairro estrela verá, onde em contato e com apoio de outros membros da facção ainda não identificados, realizaram um "julgamento" onde ao final foi "decidido" pela morte da vítima.

Diante dos fatos, os policiais da Defron deram voz de prisão para as duas mulheres e conduziram as autoras até à 2ª Delegacia de Polícia de Dourados, onde foram autuadas em flagrante por homicídio qualificado e posteriormente encaminhadas à uma das celas da 1 ª DP de Dourados onde permanece a disposição da justiça.



Envie seu Comentário