SIG diz que trio acusado de latrocínio de cabeleireiro tentou matar taxista, em Dourados

A faca utiizada para matar foi localizada num terreno baldio no Jardim Carisma

27/08/2018 09h39 - Por: DouradosAgora

fotos - Cido Costa/DouradosAgora



 
Heberson foi morto em Dourados onde estava para participar de um evento
Foto: Reprodução Facebook Heberson foi morto em Dourados onde estava para participar de um evento
Foto: Reprodução Facebook

A Polícia Civil de Dourados apresentou, esta manhã, três pessoas por envolvimento no assassinato do cabeleireiro Eberson Junior Cavalcante de Almeida, de 29 anos. Conforme o SIG, o trio também teria tentado assaltar, no dia 8 deste mês, um taxista que reagiu e foi esfaqueado. De acordo com a polícia, o trio confessou os crimes.

Segundo noticiado pelo DouradosAgora, o cabeleireiro Eberson, que residia na Capital, foi assassinado no dia 11 de agosto, em Dourados, para rever os pais e participar de um evento, conforme nota do SIG. A faca utiizada para matar foi localizada num terreno baldio no Jardim Carisma.

De acordo com a Polícia Civil, Eberson foi morto em canteiro de obra enquanto um dos suspeitos levava o veículo Fiesta Sedan branco para o Paraguai, onde foi vendido a um receptador.

O delegado do Serviço de Investigações Gerais, Rodolfo Daltro, diz que o trio não conhecia a vítima. "O que ficou no cativeiro agrediu violentamente a vitima no rosto, antes de perfurá-lo com uma faca", afirmou o delegado. O homicidio, que não estava nos planos, ocorreu quando o segundo homem saiu do cativeiro para comprar pasta base de cocaína. O terceiro suspeito negociou a venda do carro por telefone.

Conforme noticiado pelo DouradosAgora, o corpo de de Eberson foi encontrado numa segunda-feira, 13 de agosto, na construção localizada na Rua Maipu, no Jardim Carisma, em Dourados.

Ele estava desaparecido desde a sexta-feira anterior e o corpo foi encontrado com as mãos e pés amarrados e o pescoço com duas perfurações. Na parede ao lado do corpo havia manchas de sangue, indicando que a vítima tentou se defender.

Os três autores confessos, segundo o delegado do SIG, foram identificados pelos nomes de Josimar, de 30 anos, que teria desferido as facadas; o rapaz de apelido "Gordão", de 23 anos, que abordou a vítima numa distribuidora de bebidas; e um homem conhecido como "Caarapó", de 29 anos, que teria levado o carro roubado para a fronteira de Mato Grosso do Sul para o Paraguai.

Todos se dizem muito arrependidos. O autor das facadas disse ao delegado que estava sob efeito de drogas. Ainda segundo o SIG, Weliton e Marcus alegaram não ter combinado com Josimar a morte de Eberson. Segundo o delegado, eles responderão por latrocídio consumado - roubo seguido de morte e associação criminosa.

Informações ou denúncias que possam ajudar o trabalho policial, devem ser repassadas pelos telefones: Polícia Militar: 190; Polícia Rodoviária Federal: 191; Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE): 3421.0014; SIG: 3411.8080; DOF: 3411.8080; Defron: 3410.4800 e 3410.4800; Polícia Federal: 3410.1700 e 3420.1757; Polícia Civil - 1º Distrito Policial: 3411.8060; Polícia Civil, 2º Distrito Policial: 3424.6911 e 3424.5633; Guarda Municipal: 199; Polícia Militar Ambiental (PMA): 3357-1500– 9905-7763 - vivo – WhatsApp/ 9106-8628 - Claro / 8171-4270 - (Tim)/ 8475-0553 (Oi).