Venezuela: pressões políticas e alianças

A pressão política que Donald Trump coloca na Venezuela aumenta. O presidente americano recebeu Fabiana Rosales na casa branca, esposa do presidente interino Juan Guaidó. A mulher alega que seu marido sofre ameaças de morte frequentemente.

Na conversa, Trump diz que a Rússia deve ir embora do país caribenho. Os aviões russos e sua tropa de 99 militares permanecem no país chavista até o presente momento. Mária Zajárova, porta-voz do ministério de relações exteriores de Vladimir Pútin, afrima que essa cooperação estratégica entre as duas nações existe a anos.

Nessa terça-feira (26), o Kremlin reconheceu oficialmente ajuda militar á Maduro, caso seja necessário. A agência de notícias Reuters dos EUA alega que os militares russos são especialistas em cibersegurança.

O Grupo de Lima se posicionou contra tal parceria, alegando ameaça a paz da América Latina. Já o porta-voz do ministério de relações exteriores da China, Geng Shuang, afirma disposição de seu país em ajudar a Venezuela a se levantar dessa situação.


INSIRA O TEXTO DA MATERIA AQUI


Envie seu Comentário