Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
17/03/2012 17h18 - Atualizado em 18/03/2012 06h18

MS recolhe 2.289 mil toneladas de embalagens

 

Mato Grosso do Sul atingiu, em 2011, a média nacional de recolhimento de embalagens vazias de agrotóxico de 94% do que é comercializado. Foram 2.289 mil toneladas recolhidas, um aumento de 5% em relação ao ano de 2010, que obteve recolhimento de 2.175 mil toneladas. Em todo o país, de acordo com dados do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEv), foram 34 mil toneladas em 2011, um índice 9% maior que no período anterior.

“A correta destinação das embalagens de defensivos agrícolas é uma prática que nossos produtores já se conscientizaram da importância e já adotam como prioridade. Os resultados fazem parte desse novo modelo de agricultura que concilia eficiência produtiva e respeito ao meio ambiente”, analisa Lucas Galvan, assessor técnico da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul).

Para 2012, a meta , segundo a coordenação regional do InpEv, é aumentar o recolhimento em mais 9%. “É um trabalho conjunto da fiscalização, feita pela Agência Estadual de Defesa Animal e Vegetal (Iagro), dos revendedores e que só conseguimos alcançar porque já era do entendimento do nosso produtor rural da importância da ação, antes mesmo da legislação pertinente ao recolhimento ser criada”, aponta o coordenador regional do InpEv, Hamilton Rondon.

Em todo o Estado existem 18 pontos de recolhimento, sendo 8 grandes centrais e 10 postos, presentes nas principais regiões agrícolas de Mato Grosso do Sul. “Desde 95, com a criação do Conselho Estadual de Agrotóxicos, trabalhamos diretamente com o produtor rural sobre o uso correto dos defensivos e a destinação é um dos principais pontos desse trabalho”, complementa Hamilton.

O uso correto e recolhimento das embalagens de defensivos agrícolas estão presentes em sete treinamentos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS (Senar/MS). Em 2011, a instituição levou orientação a mais de 3 mil pessoas inscritas em 194 eventos ao longo do ano. Somente o treinamento NR 31 para Trabalhadores com Agrotóxicos foi levado a 2.299 participantes.

O Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV) é uma entidade sem fins lucrativos, criado após a instauração da Lei 9.974/00 que rege sobre recolhimento e destinação final das embalagens dos produtos fitossanitários. Segundo a Lei, a responsabilidade quanto ao recolhimento é de todos os agentes atuantes na produção agrícola: desde agricultores, canais de distribuição, indústria e poder público.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Contato

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo