Bimboo

 

Previsão do Tempo

Dourados
+20°C
24/10/2012 14h31 - Atualizado em 24/10/2012 14h31

Desesperada, mãe busca tratamento para o filho de 10 anos

 
Flávio Verão
Nilza corre contra o tempo para garantir tratamento ao filho, feito somente em Campo Grande (Foto: Douradosagora) Nilza corre contra o tempo para garantir tratamento ao filho, feito somente em Campo Grande (Foto: Douradosagora)

Em busca de tratamento para o filho, a dona de casa Nilza Aparecida da Silva Aquino tem recorrido aos mais diferentes tipos de órgãos assistenciais. O terceiro filho dela, Rian Augusto, de 10 anos, tem problemas no coração e não pode fazer nenhum tipo de esforço físico. A rotina do garoto é da cama para o sofá.

Rian sofre de uma doença que incha o coração e em decorrência dela surgiram outros problemas, como anemia severa. "Ele está perdendo peso a cada dia que passa, se sentindo cansado, com muito sono", diz a mãe.

A família é pobre, mora no conjunto Estrela Verá, último bairro aos fundos do Joquei Clube, região mais carente da cidade. Além das dificuldades financeiras, problemas de saúde também afetam Nilza e o marido Florindo. "Já passei por 12 cirurgias. Tirei a vesícula, operei apêndice, operei o estômago três vezes, foi tanta coisa que passei que hoje me sinto tão fraca", disse a dona de casa.

O marido Florindo é pedreiro e sofre de problema no pâncreas. Quando não está doente faz bicos. A reanda da família é baixa e era complementada com o serviço de costura de Nilza, mas a máquina elétrica queimou. O casal tem quatro filhos e Rian é o terceiro. A mais velha tem 16 anos, depois vem um garoto de 14, Rian de 10 e a caçula de 8 anos, que sofre de epilepsia.

Tratamento

O problema de saúde de Rian é grave e somente Campo Grande oferece serviço especializado. O garoto passa por tratamento no Hospital Regional e o último médico da Capital que atendeu o menino, segundo a mãe, disse que ele precisa de uma cirurgia com urgência.

O problema é que o retorno médico só foi agendado para 5 de dezembro. "Ele está muito fraco e não sei mais o que fazer", disse Nilza.

Com a ajuda da assistência social da prefeitura de Dourados ela conseguiu passagens para Campo Grande e na sexta-feira voltará ao hospital para aguardar vaga. "É tudo muito demorado e a cada dia que passa o Rian fica mais doente", disse a mãe em desespero.

 
Mãe mostra laudo que aponta que cirurgia de coração do filho deve ser feita com urgência Mãe mostra laudo que aponta que cirurgia de coração do filho deve ser feita com urgência

Ela pede ajuda à comunidade para doação de alimentos e roupas. Devido a doença, Rian é restrito a vários tipos de alimentos e diariamente precisa de frutas, mas a família não tem condições de comprar.

Para reforçar a alimentação, o garoto utiliza suplemento alimentar, doado pela prefeitura. "A gente passa muita dificuldade. É triste não poder oferecer uma vida digna para nossos filhos", diz a dona de casa.

Sonho

Ciente do problema de saúde, Rian é um garoto que demonstra muita força e pede para sua mãe não chorar por ele. "Ele que me consola. Eu vejo o menino aí sentado, sem poder andar porque não pode fazer esforço e muito fraco, isso me corta o coração", lamenta a mãe.

Rian Augusto tem apelido de Gugu, dado pela avó em homenagem ao apresentador Gugu Liberato, da Rede Record. O sonho do garoto é conhecer o ídolo, que assiste todo o final de semana. "Como ele não pode brincar com amigos a única diversão é a televisão e o Rian virou fã do Gugu", explica a dona de casa.

Doações

Doações à família de Nilza podem ser feitas na residência dela, localizada na rua Anápolis, 2030, no bairro Estrela Verá. Podem ser doados alimentos e roupas para as crianças (duas meninas de 8 e 16 anos e dois garotos de 10 e 14 anos). O telefone de Nilza é o 9852-1257.

(24) Comentários

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

tem que procurar a Defensoria Publica...

 
marilda em 26 de outubro de 2012 às 16:24

Depois de acompanhar pelos meios de comunicação, pelo youtube, todas as maracutaias descritas nas operações OWARI e URAGANO, todas as porcentagens de retornos dos deputados e senadores, toda a podridão da política douradense, e agora lendo essa matéria, digo políticos douradenses, que se ele apenas devolvêssem 1% do que ja receberam, salvariam a vida deste menino.

 
Marcio em 26 de outubro de 2012 às 09:36

Sou brasileira , moro na Australia e gostaria fe poder ajudar essa familia .

 
Raque Moslaves em 26 de outubro de 2012 às 09:01

espero ajudar, quero muito falar com essa familia, pretendo tirar o menino e a mãe desse desespero vou tentar fazer algo pois somos ser humanos podemos ajudar uns aos outros minha gente... (sem palavras)

 
Rafael M. Oliveira em 25 de outubro de 2012 às 14:30

é lamentavel essa situação cadê os vereadores porque que não junta todos os vereadores e ajuda essa familia cada mês um faz a compra.

 
junior em 25 de outubro de 2012 às 12:21

cade os vereadores.que andava de porta em porta porque nao chega ate acasa dessa mae,
que esta presizando. de muita ajuda .vamos todos ajuda esta familias . que Deus abençois a todos que ajuda .....

 
rosilda valdevino de souza em 25 de outubro de 2012 às 11:53

meu deus cade os politicos desta cidade,uma criança de 10 anos...será que os politicos só lembra da gente na hora da eleção.....agora que eu quero ver.....

 
emerson cardozo arce em 25 de outubro de 2012 às 10:54

É UM ABSURDO,JÁ PASSEI POR ESTA SITUAÇÃO, INCRÍVEL NA DECADA EM QUE ESTAMOS UM PROBLEMA COMO ESTE NAO TER SOLUÇÃO, CADE A SAÚDE DE
DOURADOS,OS RESPONSÁVEIS, QUE NA HORA DA POLITICA TD SE RESOLVE, FINALMENTE COLOCAR NA MÃO DE DEUS É FACIL....

 
aparecida pereira em 25 de outubro de 2012 às 10:01

Cadê nossos deputados que ganham altos salários e não servem nem pra ajudar uma criança?...por quê uns desses vereadores que ganham uma fortuna não passam num mercado e faz um compra grande e entrega na casa dessa família?.Ah é! eles não precisam mais mostrar serviços, acabou a eleição

 
leandro chamorro em 25 de outubro de 2012 às 09:09

A prefeitura pode ajudar nesse caso que é de extrema urgencia.o Rian necessita de apoio
financeiro urgente prefeito,assistencia social,hospitais,doutores....

 
FLAVIO em 25 de outubro de 2012 às 08:24

Seria possivel a reportagem ir na casa e orientar que a Defensoria Publica entra com ações judiciais para que obrigue o Estado a fazer a cirurgia urgente diante da necessidade ...

 
SOL em 25 de outubro de 2012 às 08:07

Art. 6º São direitos sociais a educação, a SAÚDE, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.

 
Patríci em 25 de outubro de 2012 às 07:52

Estamos sensibilizados e queremos ajudar. Uma pena que precisa de uma reportagem para o poder público tomar alguma atitude, e não somente com este menino, mas quantos outros sofrem na fila de espera. Tem casos que não podem marcar consulta ou retorno para daqui a 6 meses, é caso de urgência. Acorda povo, vamos fazer valer os nossos direitos.

 
Luiz Carlos V Aquino em 25 de outubro de 2012 às 07:46

No horario politico, todos tinham soluçoes, e agora???

 
magnum em 25 de outubro de 2012 às 07:40

espero que deus nos mande mais flores e menos espinhos ,cança de sofrer.

 
nilo em 25 de outubro de 2012 às 07:16

antes mesmo de ter saido essa reportagem, este garoto ja deveria estar tendo o atendimento medico adequado. o estado ou a prefeitura,certamente tem condicoes de encaminhar este problemas para quem melhor possa resolver e no tempo necessario! por favor e so prestar atencao nisso! encaminhem a quem de dever e logo estaremos vendo uma crianca saudavel,prduzindo e alegrando nossos dias. vamos la !!!!

 
maria da graca em 25 de outubro de 2012 às 00:03

Vamos ajudar gente... Deus vai abençoar e o Riam vai ficar bom.

 
Rogelio em 24 de outubro de 2012 às 23:38

poxa vida é de cortar o coração ver o desabafo desta mãe e o sofrimento deste menino tao jovem, meu Deus não tenho condições de ajudar, mas são tantas outras pessoas que podem e tem dinheiro para torar em diversões banais porque não tentar salvar uma vida, dar mais alegria e dignidade a um ser como este, só Deus mesmo pra sensibilizar estas pessoas, que Deus nosso pai te abençoe e que um anjo apar

 
solange alves em 24 de outubro de 2012 às 23:11

Cadê os politicos agora? Porque não ajudam esta mulher e o filho!

 
Janina Zanoni Camargo em 24 de outubro de 2012 às 22:39

quero ajudar essa familia com dinheiro tem alguma conta em banco

 
roberto da silva souza em 24 de outubro de 2012 às 21:21
1 2

Expediente | Anunciar no site | Trabalhe Conosco | Contato

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.
Copyright © 2011 - DouradosAgora - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet

logo-bimboo